Netflix adia especial de comédia de Bill Cosby, após ator ser acusado de estupro

Bill Cosby 77 seria disponibilizado para estreaming no dia 27 de novembro

Redação Publicado em 19/11/2014, às 17h01 - Atualizado às 19h39

Bill Cosby
Reprodução/Facebook

A Netflix decidiu adiar a estreia de um especial de comédia de Bill Cosby, após o surgimento de novas acusações de que o ator teria estuprado várias mulheres ao longo da carreira. O programa, que celebra o aniversário de 77 anos de Cosby, tinha lançamento marcado para o dia 27 de novembro.

"No momento estamos adiando o lançamento do novo especial de comédia stand-up Bill Cosby 77”, anunciou a empresa de streaming por meio de um comunicado divulgado inicialmente pela revista People. Os talk-shows The Late Show With David Letterman e The Queen Latifah Show também cancelaram participações do comediante nos respectivos programas. A sitcom que Cosby estrelaria na NBC também foi descartada após o escândalo.

No mês passado, o comediante de stand-up Hannibal Buress chamou Cosby de estuprador durante uma apresentação. Na semana passada, a atriz Barbara Bowman cedeu um relato detalhado sobre abusos que teria sofrido nas mãos do humorista, que protagonizou The Cosby Show entre 1984 e 1992. Na ocasião do ataque, em 1985, Barbara era adolescente.

Em 2006, uma mulher moveu uma ação civil contra Cosby, afirmando ter sido estuprada, mas retirou a acusação após negociações. Outras 13 mulheres – que também seriam vítimas de Cosby – se ofereceram para testemunhar e contaram histórias semelhantes.

O advogado do ator afirmou que ele não responderá a “acusações duvidosas, feitas há décadas”.