Netflix adquire direitos de The Irishman, filme de Martin Scorsese e Robert de Niro

Longa narra a história verídica do assassino de aluguel da máfia, Frank Sheeran

Redação Publicado em 22/02/2017, às 12h28 - Atualizado às 12h34

Martin Scorsese e Robert de Niro
AP

Uma das ideias recém-recuperadas do cineasta Martin Scorsese, o filme The Irishman, em que ele volta a trabalhar com o ator Robert de Niro, teve os direitos de distribuição em todo o mundo adquiridos pela Netflix. As informações são do IndieWire.

De acordo com o site norte-americano, Scorsese já tinha um acordo com o estúdio Paramount Pictures, que distribuiria o longa. O que motivou a ruptura foi a saída do presidente da Paramount, Brad Grey, à qual o cineasta reagiu procurando uma outra alternativa. A estimativa é de que a produção custe US$ 100 milhões.

The Irishman é um drama inspirado na vida do mafioso Frank “The Irishman” Sheeran e é estrelado pelos veteranos Robert de Niro (que trabalha com Scorsese pela nona vez) e Al Pacino. Recentemente foi revelado que os dois atores devem passar por um processo de rejuvenescimento digital para o longa.

O filme é produzido pela Tribeca Productions (de De Niro) e baseado no livro I Heard You Paint Houses, de Charles Brandt, que narra as façanhas do assassino Frank "The Irishman" Sheeran, um ex-líder sindical acusado de envolvimento com a máfia.

O roteiro é assinado por Steven Zaillian (A Lista de Schindler) e Eric Roth (O Curioso Caso de Benjamin Button), segundo informou Robert De Niro ao site Deadline.