Venda de álbuns teve a pior semana desde 1991, diz Nielsen SoundScan

My World 2.0, de Justin Bieber, ocupa o topo da parada da Billboard com 60 mil cópias vendidas; mercado registrou queda de 12%

Da redação Publicado em 19/05/2010, às 19h50

A Nielsen Soundscan, nome responsável pelos números da indústria fonográfica norte-americana, registrou que a semana do dia 9 a 16 de maio foi a pior para as vendas de álbuns desde 1991 - ano em que a empresa começou a medir os índices do mundo musical. A informação foi divulgada pelo jornal New York Times nesta quarta, 19.

O número atingido foi o de 5,3 milhões de cópias vendidas (12% a menos se comparada à soma da semana anterior, contabilizada em 6,07 milhões), o menor em quase 20 anos. My World 2.0, disco da atual sensação teen Justin Bieber, figura no topo da parada da Billboard pela quarta vez não-consecutiva, com 60 mil cópias vendidas - quase escapando de ser a menor venda de um álbum número 1 da história da Soundscan (a trilha sonora do longa-metragem Dreamgirls vendeu somente 300 álbuns a menos que Bieber em 2007).

A justificativa seria a natural queda na venda de discos combinada a nenhum grande lançamento ocorrido na semana. No entanto, Eric Weinberg, presidente da Nielsen Entertainment, afirmou, em comunicado, que a situação deverá mudar em um futuro próximo. "Embora haja muita conversa sobre o declínio da venda de álbuns, uma série de lançamentos estão programados os próximos meses e esperamos que as vendas aumentem", disse.