Virada Cultural - Encontro Morno

Cidadão Instigado divide músicas com Cibelle no palco XV de Novembro

Por Leonardo Dias Pereira Publicado em 17/04/2011, às 03h40

Os problemas técnicos no equipamento de som continuaram conturbando as apresentações dos artistas no palco XV de Novembro da Virada Cultural. E para uma banda como o Cidadão Instigado de Fernando Catatau, que tem como principal característica trabalhar com várias camadas sonoras, enfrentar esses contratempos pode comprometer seriamente o espetáculo.

Mas Catatau e seus asseclas são músicos experimentados e mostraram logo na abertura com a bela "Contando Estrelas" que nada iria lhes deter - nem mesmo um som inconstante e cheio de oscilações de volume. Enquanto a mesa de som se virava pra entender as mímicas (ainda que discretas) dos músicos, a banda foi enfileirando seus melhores hits: "Deus É Uma Viagem", "Escolher Pra Quê?" e "Homem Velho" vieram numa sequência frenética na primeira metade do show.

Catatau convidou então a cantora Cibelle para dividir o microfone na cômica "O Pobre dos Dentes de Ouro". Quando a música chegava ao fim, Cibelle tirou o macacão que vestia, em um strip-tease improvisado que arrancou urros da ala masculina da plateia e revelou um maiô prateado cheio de lantejoulas (um visual quase "Globeleza" segundo ela própria). Começava o passeio imaginário pelo Las Venus Resort Palace Hotel, título do último álbum da cantora, que tinha tudo para ser agradável caso ela não insistisse tanto em forçar a mão em vibratos e gemidos talvez desnecessários.

Músicas como "Underneath the Mango Tree", "Melting the Ice" e "Sapato Azul" foram bem recebidas pela plateia, que em certos momentos atendeu aos pedidos de Cibelle e formou pequenas rodas de dança. No entanto, os repetidos maneirismos vocais cansaram o público, permitindo que as conversas paralelas tomassem conta das rodinhas. Um final melancólico para uma apresentação que tinha tudo para terminar gloriosa após os sobressaltos iniciais.