Novo 007 não foi completamente descartado

MGM pretende trabalhar na sequência após resolver produção de O Hobbit; Daniel Craig e Sam Mendes teriam dito que pretendem voltar à franquia assim que os problemas financeiros do estúdio forem resolvidos

Da redação Publicado em 12/07/2010, às 10h35

MGM deve voltar a trabalhar em 007 após resolver produção de O Hobbit
Divulgação

Ao que parece a notícia do cancelamento do 23º filme da saga 007 não passa de boato. De acordo com o blog do site Deadline New York, as declarações "foram exageradas" e o diretor Sam Mendes e o protagonista Daniel Craig até teriam dito que estão com esperanças e que pretendem voltar à franquia assim que os problemas financeiros da MGM forem resolvidos.

O filme será realizado, mas provavelmente levará tempo. "A produção será retomada assim que a MGM se tornar viável novamente. Então todas as apostas estão descartadas no momento. Não se sabe quando isso será resolvido", disse uma fonte próxima da produção ao Deadline.

A publicação diz que a principal preocupação da MGM no momento é realizar a produção de O Hobbit para que o primeiro filme saia em dezembro de 2012. Só então é que o estúdio voltará suas atenções para a sequência do filme de James Bond. O blog sugere que a MGM pode resolver sua crise financeira por meio de parcerias com outras empresas mais rentáveis de Hollywood, como a Summit, responsável pela saga Crepúsculo. Tendo isso em vista, o estúdio pode voltar a trabalhar no novo 007 no início do outono norte-americano (de setembro até o fim de novembro).

Por enquanto, Craig está filmando Cowboys & Aliens e pode entrar para o remake de The Girl With the Dragon Tatoo, de David Fincher. Já Mendes está focado na direção da adaptação do romance On Chesil Beach, de Ian McEwan, além da versão musical de A Fantástica Fábrica de Chocolate.