Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Eita!

Pai de Taylor Swift é investigado por suposta agressão a paparazzo

Scott Kingsley Swift teria agredido um paparazzo, identificado como Ben McDonald, quando Taylor Swift estava com a The Eras Tour na Austrália

Scott Kingsley Swift, pai de Taylor Swift, com a cantora (Foto: Ethan Miller/Getty Images for dcp)
Scott Kingsley Swift, pai de Taylor Swift, com a cantora (Foto: Ethan Miller/Getty Images for dcp)

Pai de Taylor SwiftScott Kingsley Swift é investigado pela polícia de Nova Gales do Sul, da Austrália, após acusações de agressão supostamente feita a um paparazzo em Sydney, quando a turnê The Eras Tour acabou no país.

Segundo informações do Sydney Morning Herald, o paparazzo Ben McDonald foi quem fez a denúncia contra o pai da cantora estadunidense. Como o fotógrafo disse ao site, ele teria "acabado de trabalhar perseguindo Taylor" quando ela "desceu de um super iate em Neutral Bay e subiu o cais com um guarda-chuva na cabeça."

+++LEIA MAIS: Emma Stone diz que não fará mais piadas sobre Taylor Swift

Além disso, ele relembrou como o local contava com alguns seguranças, que "meio que nos empurravam com os guarda-chuvas," ao redor da artista. Então, a suposta agressão de Scott Kingsley Swift começou supostamente.

O pai dela decidiu aumentar a mistura e dar um soco. Foi um choque… não houve necessidade disso, a segurança tinha tudo sob controle. Vou deixar isso nas mãos da polícia agora.

Após receber as acusações, a polícia de Nova Gales do Sul comentou como"as investigações estão em andamento por policiais vinculado ao Comando da Área Policial North Shore." Também ao Sydney Morning Herald, representantes de Taylor Swift se pronunciaram sobre o caso.

+++LEIA MAIS: Museu britânico busca fã de Taylor Swift para assumir cargo de consultor

"Dois indivíduos estavam empurrando agressivamente em direção a Taylor, agarrando o pessoal de segurança dela e ameaçando jogar uma funcionária na água," afirmaram. Após isso, Ben McDonald negou a veracidade da resposta.