Paul Gray morreu de overdose

Resultados de exames toxicológicos mostram excesso de morfina no sangue e doença cardíaca grave; baixista do Slipknot foi encontrado morto em um quarto de hotel no dia 24 de maio

Da redação Publicado em 22/06/2010, às 17h40

Paul Gray foi encontrado morto em um quarto de hotel no dia 24 de maio
AP

Paul Gray, baixista do Slipknot, morreu de overdose, segundo revelaram os resultados dos exames toxicológicos. De acordo com informações do site da BBC, foi descartada a hipótese de suicídio.

Os exames mostraram um nível fatal de morfina e fentanyl, um substituto sintético de morfina, em seu sangue. A polícia de Urbandale, subúrbio de Des Moines, no estado de Iowa (EUA), disse que não havia nenhuma evidência mostrando que Gray tinha receita para utilizar as drogas. A autópsia ainda revelou sinais de doença cardíaca grave, segundo também informou a polícia, que segue tentando descobrir como o baixista obteve as substâncias.

Paul Gray, um dos fundadores do Slipknot, foi encontrado morto no dia 24 de maio, em um quarto de hotel em Urbandale. Dias depois, a suposta ligação telefônica do funcionário do local, que encontrou o corpo de Gray, foi divulgada. Na gravação, o homem dizia à polícia que havia encontrado uma seringa hipodérmica e comprimidos espalhados pelo quarto do músico.