Paul McCartney canta quatro faixas no Times Square

O astro cantou músicas do disco New em uma performance de última hora, em Nova York

SIMON VOZICK-LEVINSON Publicado em 11/10/2013, às 10h36 - Atualizado às 11h01

Paul McCartney
Al Powers/AP

Apenas 24 horas depois de ter feito um show surpresa no auditório de uma escola no Queens, em Nova York, onde ainda respondeu perguntas dos estudantes, Paul McCartney fez outra performance “de última hora”, desta vez no Times Square, também em Nova York, emocionando turistas e locais com quatro faixas de seu novo disco, New, que chega ao mercado na semana que vem,

McCartney alertou seus fãs com um tuíte por volta de 12h: "Uau! Muito empolgado de tocar no Times Square, em Nova York, às 13h!” Quinze minutos antes, uma multidão considerável já se reunia por ali, sendo que o local estava fechado, sem permitir a passagem de pedestres.

O ex-beatle chegou alguns minutos depois das 13h, com uma caravana, todos transportados pelos famosos táxis amarelos da cidade. Ele foi recepcionado com muito barulho e subiu em um caminhão que serviu de palco. "OK, vamos somente mostrar algumas músicas do meu novo disco”, disse McCartney. “Estão prontos?”

Um mar de câmeras, telefones e tablets seguiram o músico conforme ele, sorrindo, começou a tocar o primeiro single do trabalho, que também se chama “New”. Depois do fim da música, contente com o evento, ele brincou: “Vamos ficar aqui o dia todo?!”

McCartney desligou seu baixo Hofner para "Save Us", uma música rápida que lembra as canções do Wings. Promover um disco é uma tarefa chata para alguns artistas, mas não para McCartney, que parecia alguém que não gostaria de estar em nenhum outro lugar.

A esposa dele, Nancy Shevell, estava lá também, dançando em um canto ao som de "Everybody Out There" – um hino que McCartney apresenta com o violão.

"Disseram para a gente que só temos mais uma", disse McCartney. "Só temos 15 minutos!" O público vaiou o tempo curto, mas ele estava em um ótimo humor. “O senhor Andy Warhol previu que eu só teria 15 minutos de fama", ele acrescentou sorrindo.

Assim, ele voltou ao piano e mostrou a última de New: "Queenie Eye". Os fãs de Beatles ganharam uma referência discreta durante essa parte da performance. Em certo momento, ele cantou "O-U-T spells 'out'!" – como em "Christmas Time (Is Here Again)", faixa gravada pelos Beatles em 1967 e que o grande público só foi conhecer quando ela foi lançada como um lado B "Free As a Bird" (1994).