Paul McCartney: "Ser Beatle cansa"

Em entrevista a jornal norte-americano, músico afirmou que é difícil lidar com pressão da fama; reunião com Ringo em shows ao vivo está descartada

Da redação Publicado em 03/06/2009, às 18h50

Paul McCartney admitiu que às vezes se cansa da fama por ter sido integrante dos Beatles. Em entrevista ao jornal USA Today, o músico contou que, apesar do prazer que ainda sente ao se apresentar ao vivo, é difícil lidar com a realidade de ser uma pessoa pública.

"Às vezes, cansa ser ele [Beatle]. É sempre o mesmo cara. Se eu fosse Bruce Springsteen, provavelmente também me cansaria de ser Bruce Springsteen. Acho que quero ser a criança de quando eu estava crescendo, quando eu não tinha que conviver com essa imagem que tenho hoje", explicou.

Mesmo sob a pressão dos holofotes, o inglês afirmou ao jornal que ainda gosta de tocar para as mais diversas plateias. O próximo show na agenda será em julho, em Nova York, na inauguração do novo estádio do time de basebol Mets, substituto do antigo Shea Stadium, onde os Beatles tocaram para 55 mil pessoas, em 15 de agosto de 1965.

McCartney revelou também que não deixará de tocar músicas consagradas da carreira ao lado de John Lennon, George Harrison e Ringo Starr, porque se importa com o gosto do público. "Se compro o ingresso para um show, sei o que quero ouvir da banda. Então, parto desse ponto: o que eu gostaria de me ouvir tocando se eu estivesse na plateia? Depois, começo a ensaiar o que eu tenho em mente, ou aquilo que não toco há algum tempo, ou o que nunca toquei. Isso funciona", disse.

Um novo encontro musical com Starr também foi descartado - ao menos nas próximas apresentações do cantor. Os dois estiveram juntos no palco em show beneficente da Fundação David Lynch, no dia 4 de abril, nos Estados Unidos. "Toquei e cantei no álbum [de Ringo], de coisas novas que ele está juntando, porque ele me pediu. David Lynch me convidou para fazer o show e depois, de alguma maneira, perguntou para Ringo e imediatamente todos diziam 'Oh, show de reunião dos Beatles, oba!'", afirmou McCartney, que contou também que escreveu novas músicas nos últimos dois meses, incluindo "peças clássicas" e "um concerto de guitarra".

A imprensa internacional também dá conta de que Macca pode realizar uma parceria com Bob Dylan, prevista para acontecer no terceiro trimestre do ano, na Califórnia.

Rock Band

Na última segunda-feira, 1, o eterno baixista do Fab Four se reuniu Starr, para divulgar, na feira de games E3, o jogo The Beatles: Rock Band. A Rolling Stone Brasil está em Los Angeles - e você fica sabendo como foi o evento aqui.