“Percebi que estava deixando coisas importantes de lado”, diz Tiago Iorc sobre fase que antecedeu o novo disco

Músico recuperou relações com amigos e familiares no processo de produção de Umbilical, seu segundo álbum, que será lançado em shows em São Paulo, neste fim de semana

Lucas Reginato Publicado em 21/06/2012, às 14h06 - Atualizado em 22/06/2012, às 11h07

Tiago Iorc
Amanda Marra / Divulgação

Tiago Iorc é brasileiro – nasceu em Brasília, em 1985, mas morou durante parte de sua infância na Inglaterra e nos Estados Unidos, o que influenciou o músico a compor em inglês. Não é de nenhum desses lugares, no entanto, que vêm os mais surpreendentes índices de sucesso do artista. Com seu primeiro álbum, Let Yourself In, ele chegou à Ásia e alcançou as paradas na Coréia do Sul e no Japão com a canção “Nothing But A Song”.

A experiência conquistada com tal revelação foi levada para seu segundo álbum, Umbilical, que será lançado em shows nos dias 22 e 23, no Café Paon, em São Paulo. “Se não fosse o primeiro disco, eu não faria este segundo”, diz ele, que sequer vivia exclusivamente de música antes de Let Yourself In, trabalho que lhe rendeu shows suficientes para cair na estrada e se sustentar com o trabalho.

“No final de 2010 nós percebemos que estava na hora de um novo projeto e foi justamente quando eu voltei do Rio de Janeiro para Curitiba”, lembra ele, que então mudou-se para um apartamento na capital paranaense – “pela primeira vez eu tive um lugar meu de verdade”. O álbum, bastante introspectivo, vagaroso e acústico, reflete, segundo ele, uma reavaliação de sua própria vida. “Percebi que estava deixando coisas importantes de lado. Busquei recuperar minha relação com amigos, com minha família e com as pessoas mais próximas”, ressalta. “O processo todo foi bastante espontâneo, orgânico”, diz, e observa a importância de estar há quatro anos com os mesmos músicos. Umbilical foi construído entre Rio de Janeiro e Nova York, porque Andy Chase, produtor que já trabalhou com Smashing Pumpkins e Tahiti 80, entre outros, se interessou pelo projeto.

Se em muitos pontos este segundo álbum difere do primeiro, o idioma escolhido para narrar as divagações de Tiago Iorc continuou sendo o inglês. “Não é uma restrição, é apenas um escolha natural”, explica. "Minhas ideias e melodias se encaixam melhor em inglês”. Mesmo alguns covers interpretados por ele não são feitos em português, a exemplo de “My Girl”, do Temptations, que chegou a fazer parte da trilha da novela global Viver a Vida.

“A escolha é mais pela hora de compor do que para cantar”, afirma ele, que inevitavelmente pegou, segundo conta, manias e trejeitos que funcionam apenas com a língua estrangeira. A confirmação destes vícios veio com o convite para participar da coletânea Re-Trato, iniciativa do site Musicoteca para celebrar os 15 anos de Los Hermanos. Tiago Iorc foi um dos 30 nomes escolhidos para regravar canções da banda carioca. “Para cantar ‘Morena’, precisei estudar a forma como eu canto”. E estudar, ele confessa, não é um hábito seu: “Sou muito mais prático que teórico”.

Não fosse a escolha por cantar em inglês, dificilmente ele conseguiria tamanho reconhecimento do público asiático. Na Coréia do Sul, a exemplo do que já aconteceu no Brasil, uma música sua foi escolhida para integrar a trilha de uma série de TV. “Carinhosa e interessada” é como ele define a plateia de lá, por onde passou com seu primeiro álbum. Agora ele só espera que o sucesso se repita com o segundo álbum para que ele possa levar o calmo Umbilical para o outro lado do mundo.

Tiago Iorc - Umbilical Acoustic Tour

Sexta e sábado, dias 22 e 23, às 22h30, em São Paulo

Local: Café Paon - Avenida Pavão, 950 - Moema

Ingressos: R$40 (couvert artístico antecipado) e R$50 (no dia)

à venda pelo site www.ingressorapido.com.br ou pelo telefone 4003-1212, Informações: (11) 5041 6738 | 5533 5100