Pete Doherty quer a volta do Libertines

“Adoraria tocar músicas como ‘Death On The Stairs’ ou ‘Don’t Look Back Into The Sun’ ao vivo", disse o vocalista em entrevista à BBC Radio 1

Da redação Publicado em 17/03/2009, às 14h20

Em entrevista à BBC Radio 1, o vocalista do Babyshambles, Pete Doherty, deixou expressa sua vontade de reunir os integrantes do Libertines e voltar a tocar as músicas da banda ao vivo.

Porém, um empecilho para a realização da idéia encontra-se no guitarrista Carl Barât. "Ele não está afim de começar tudo de novo porque acredita que ainda estou cercado daquela energia negativa; não vai acontecer até que ele volte a acreditar que eu valho a pena", declarou Doherty.

O fim do Libertines deu-se em 2004 como consequência das constantes brigas entre Pete e Carl, além dos recorrentes envolvimentos do vocalista em escândalos provocados pelo consumo excessivo de drogas.

Desde então, o cantor vem se dedicando ao Babyshambles, que lançou o álbum Down in Albion em 2005; o trabalho foi produzido por Mick Jones, ex-integrante do The Clash, e teve participação de Kate Moss, namorada de Doherty à época, nos vocais da faixa "La Belle et La Bete". Além disso, Pete está prestes a lançar Grace/Wastland, seu primeiro projeto solo.

"Adoraria tocar músicas como 'Death On The Stairs' ou 'Don't Look Back Into The Sun' ao vivo, especialmente com o Carl. Não é uma questão de dinheiro, já que recebemos algumas propostas, e sim de que ele quer ter certeza de que está tudo bem", completou Doherty.

O Libertines foi formado em 2001, na cidade de Londres. Com dois discos gravados, Up The Bracket (2002) e The Libertines (2004), a banda pegou carona no sucesso do "novo rock" difundido pelos norte-americanos do The Strokes e conquistou espaço na cena indie mundial.