Piratas dominam mp3 players

Pesquisa realizada por universidade britânica afirma que 48% das músicas em tocadores portáteis foram baixadas fora da legislação

Da redação Publicado em 16/06/2008, às 14h41 - Atualizado às 14h50

A universidade britânica de Hertfordshire divulgou nesta segunda-feira, 16, resultados de uma pesquisa sobre pirataria. O estudo descobriu que 48% das músicas em tocadores de mp3 ingleses foi adquirida de forma ilegal. Entre jovens de 14 a 17 anos, a média é maior: 61%.

Os pesquisadores consideraram que cada tocador de músicas digitais tem capacidade para 1770 arquivos. Destes, pelo menos 800 são piratas.

A pesquisa foi realizada com pessoas com até 24 anos. 96% do total afirmaram que tinha alguma música pirata em seu tocador de músicas. Além disso, 80% dos ingleses entrevistados apóiam a regulamentação de um sistema que agrega um valor fixo por mês na conta da internet, referente a um serviço de download ilimitado de mp3.

O estudo realizado pela Hertfordshire fez com que a organização British Music Rights anunciasse uma parceria com a Virgin Media (que deve ser oficializada na próxima semana), para dar músicas no sistema que os usuários reivindicam.