Por telão, Amy Winehouse brilha no Grammy

Cantora levou cinco prêmios; veja aqui os principais ganhadores

Da redação Publicado em 11/02/2008, às 09h25 - Atualizado às 11h16

Amy Winehouse se apresenta no telão do Grammy, via satélite
AP

A cantora inglesa Amy Winehouse foi o destaque da 50ª edição do Grammy, realizada neste domingo, 10, em Los Angeles. Amy levou cinco troféus, entre eles gravação do ano e canção do ano, pelo sucesso "Rehab". O único prêmio que não ganhou, entre os que disputava, foi o de álbum do ano, levado pelo jazzista Herbie Hancock, pelo disco River: The Joni Letters.

Wino, que estava escalada para se apresentar na cerimônia, teve problemas com o visto de entrada nos Estados Unidos. Mas isso não impediu que os convidados conferissem a performance da inglesa: ela cantou "You Know I'm no Good" e, claro, "Rehab" diretamente de Londres; a performance foi transmitida via satélite e exibida no telão do Staples Center, em L.A. Clique aqui para assistir.

O rapper Kanye West, artista com maior número de indicações neste ano (oito), levou quatro troféus. Kanye se apresentou ao lado do Daft Punk, além de cantar a música "Hey Mama", que dedicou à sua mãe, falecida em novembro.

Quando recebeu o prêmio de melhor álbum de rap, Kaney declarou que "muita gente diz que o hip-hop está morto. Eu quis misturar gêneros e mostrar às pessoas que nós poderíamos nos expressar com algo novo". E, para terminar o discurso, reclamando da música da vinheta, que lhe impuseram por se alongar: "Mãe, eu vou te fazer orgulhosa".

Bruce Springsteen, que concorria em quatro categorias, levou três prêmios. Justin Timberlake, Foo Fighters, The White Stripes e Chaka Khan levaram dois troféus cada.

A cantora indie Feist, que concorria nas categorias de melhor álbum pop, artista revelação e melhor interpretação vocal feminina pop, acabou voltando para solo canadense sem nenhuma estátua.

Não foi dessa vez

Mesmo com três brasileiros na disputa pelo prêmio de melhor álbum de World Music - Gilberto Gil (Gil Iluminado), Bebel Gilberto (Momento) e Céu (Céu) - quem ficou com o prêmio foi a cantora do Benin Angelique Kidjo. A quinta concorrente era a cantora canadense Loreena McKennitt.

Shows

Além das apresentações de Kanye West e Amy Winehouse, o Grammy contou com shows dos mais variados estilos. A primeira atração da noite foi a cantora e pianista Alicia Keys, que fez um dueto virtual com Frank Sinatra.

O Foo Fighters se apresentou com John Paul Jones, baixista do Led Zepellin, que deixou seu instrumento de origem para reger uma orquestra. O show foi realizado em um palco fora do Staples Center.

Tina Turner apareceu ao lado de Beyoncé, e os Beatles foram homenageados com um coral gospel e performances de integrantes do Cirque du Soleil. Também estavam entre as atrações

os pianistas Lang Lang e Herbie Hancock, Rihanna, Will.i.am, do Black Eyed Peas, Andrea Bocelli e Josh Groban, John Fogerty e Jerry Lee Lewis.

Veja abaixo os vencedores das principais categorias da 50ª edição do Grammy (você encontra a lista completa no site oficial):

Gravação do ano

"Rehab" - Amy Winehouse

Álbum do ano

River: The Joni Letters - Herbie Hancock

Canção do ano (compositor)

"Rehab" - Amy Winehouse, compositora Amy Winehouse

Artista revelação

Amy Winehouse

Melhor álbum de world music

Djin Djin - Angelique Kidjo

Melhor álbum pop

Back to Black - Amy Winehouse

Melhor álbum de rock

Echoes, Silence, Patience & Grace - Foo Fighters

Melhor interpretação vocal feminina pop

"Rehab" - Amy Winehouse

Melhor interpretação vocal masculina pop

"What Goes Around ... Comes Around" - Justin Timberlake

Melhor interpretação solo de rock

"Radio Nowhere" - Bruce Springsteen

Melhor álbum de r&b

Funk This - Chaka Khan

Melhor interpretação vocal feminina de r&b

"No One" - Alicia Keys

Melhor álbum de rap

Graduation - Kanye West