Produtor do Hall da Fama do Rock diz que Guns N' Roses não irá se reunir

Horas após mensagem de Paul Shaffer ser publicada no Twitter, executivo de programa de rádio desmentiu a notícia e disse que "ninguém sabe o que poderá acontecer na cerimônia" de 14 de abril

Redação Publicado em 09/03/2012, às 13h05 - Atualizado às 13h38

Guns N' Roses
AP

Produtor do Hall da Fama do Rock desde a criação do museu, em 1986, Paul Shaffer postou no Twitter na última quinta, 8, a informação de que a formação clássica do Guns N' Roses não se apresentará na cerimônia do dia 14 de abril. A notícia foi desmentida horas depois por um comunicado oficial do vice-presidente da Envision Radio Networks, Michael Lichtstein, emissora de rádio na qual Shaffer apresenta um programa. As informações são do site Blabbermouth.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

"Saibam que esse tuíte não veio do senhor Shaffer", escreveu Lichstein. "Sua conta no Twitter é feita em conjunto com um programa de rádio de nossa rede [Paul Shaffer's Day in Rock], e todas as mensagens são conduzidas por um membro de nossa organização. Ninguém sabe exatamente o que poderá acontecer na cerimônia de introdução e pedimos desculpas por esse tuíte equivocado."

A mensagem, que foi apagada do Twitter de Shaffer desde o ocorrido, foi uma resposta a respeito da duração da cerimônia: "Guns N' Roses não vai se apresentar, então não vai ser tão longa quanto você pensa".

Conhecido por reunir bandas clássicas como The Police, Cream e Led Zeppelin no passado, o Hall da Fama do Rock ainda não se manifestou oficialmente a respeito da reunião do Guns N' Roses - e Axl Rose e Slash também ainda não deram uma posição final. Até o momento, só é confirmada a presença de todos os integrantes originais.

"A nossa separação foi tranquila", explicou Slash, em entrevista do ano passado em que revelou o desejo de encerrar as brigas com Axl. "Mas, porque havia muita atenção nisso - e se íamos voltar um dia - acabou se transformando neste monstro que gerou uma animosidade que não era o foco, para mim. Nenhum de nós quer estar em cima da garganta do outro, por qualquer motivo."