Produtora que fez efeitos especiais de Titanic pede concordata

A empresa, que trabalhou em mais de 90 grandes produções, deve quase US$ 215 milhões

Redação Publicado em 12/09/2012, às 10h59 - Atualizado às 11h21

James Cameron pretende escrever os roteiros de Avatar 2 e 3 simultaneamente
AP

A empresa que ajudou Titanic a ganhar o Oscar de efeitos especiais pediu concordata nos Estados Unidos, de acordo com a agência de notícias Reuters. A Digital Domain Media Group, que foi cofundada por James Cameron (foto), diretor de Titanic, tem quase US$ 215 milhões de dívidas, segundo os documentos judiciais.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A produtora colaborou em cerca de 90 grandes produções de Hollywood: Piratas do Caribe: No Fim do Mundo, Transformers, O Curioso Caso de Benjamin Button, Star Trek e X-Men: Primeira Classe, para citar algumas. Ela se especializou em criar personagens humanos com computação gráfica.

A sede da Digital Domain na Flórida foi fechada e quase todo mundo foi demitido, mas ainda há dois escritórios operando, na Califórnia e em Vancouver, no Canadá.