Publicação britânica quer transformar o heavy metal em religião

Revista lança campanha para mobilizar fãs a responderem "heavy metal" quando forem questionados sobre religião no censo britânico de 2011

Da redação Publicado em 18/01/2010, às 18h27

O heavy metal é a sua religião? Para os que gostam do estilo musical com fervor, sim. Mas, mais do que simplesmente uma força de expressão, o termo tem tudo para ser entendido ao pé da letra. Pelo menos é o que pretende a revista britânica Metal Hammer. A publicação está com uma campanha inusitada: mobilizar fãs a adotarem o heavy metal para que ele seja reconhecido como religião no Reino Unido no próximo censo, que ocorre em 2011.

O editor da Metal Hammer, Alexander Milas, justificou a atitude sustentando o poder desse gênero do rock. "Desde que o Black Sabbath lançou seu primeiro álbum há 40 anos, o heavy metal cresceu a ponto de se tornar uma das instituições culturais mais significativas do Reino Unido, e um fenômeno global", explicou, em entrevista ao site Gigwise. "Diabos, se o Jedi consegue, por que não os metaleiros?"

Ao citar o Jedi, Milas se refere ao último censo britânico, que foi realizado há nove anos. Em torno de 390 mil pessoas na Inglaterra e no País de Gales e 14 mil na Escócia se declararam como adeptos da religião Jedi, referente aos personagens criados na série de filmes Star Wars. Graças a uma intensa campanha na internet, o fato se concretizou, tornando o "jedaísmo" uma religião oficial e posicionando-o, em termos de popularidade, apenas atrás do cristianismo, islamismo e hinduísmo no Reino Unido.

Biff Byford, vocalista do Saxon, banda setentista de heavy metal, gostou da ideia e se uniu à revista na empreitada, tornando-se uma espécie de garoto-propaganda da campanha. "Fazer o heavy metal ser reconhecido como uma religião é uma forma de se rebelar, não? Isso realmente vai ser uma coisa muito legal", disse.