“Quando fizer 70 anos, vou parar”, diz Eric Clapton sobre as turnês

Guitarrista diz se incomodar com a rotina de viagens, mas garante que não irá aposentar a guitarra

PATRICK DOYLE Publicado em 28/02/2013, às 11h35 - Atualizado às 15h35

Eric Clapton em apresentação no concerto em prol das vítimas da tempestade Sandy
AP

Eric Clapton está prestes a lançar o 21º disco solo, Old Sock, no dia 12 de março, e partir para uma turnê em arenas dos Estados Unidos, incluindo o Crossroads Guitar Festival, no Madison Square Garden, em abril. Veja-o quando puder: em nova entrevista para a Rolling Stone EUA, Clapton revelou que seus dias de turnês estão acabando.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

"O pouco tempo no palco é fácil", disse Clapton, de 67 anos, ao repórter Brian Hiatt. "Se eu pudesse fazer isso no bairro seria ótimo. Você vê os caras no Texas que tocam no circuito deles e isso os mantém vivos. Mas, para mim, o problema é a viagem. E o único jeito de vencer isso é gastando muito dinheiro, o que torna tudo um prejuízo. Então a minha ideia é copiar o que fez o JJ [Cale]: quando fizer 70 anos, vou parar. Não vou parar de tocar ou de fazer shows ocasionais, mas irei parar com as turnês, acho."

Hiatt lembra que Clapton sempre detestou lidar com oficiais de imigração. "E com os seguranças", acrescenta o cantor e guitarrista. "Eu nunca faço as coisas do jeito certo. Esqueço-me de tirar o cinto, ou tenho moedas no bolso. De repente, ouço: 'Venha cá, por favor?' Eu simplesmente não quero mais fazer isso", diz ele, rindo.

A entrevista completa com Clapton pode ser lida na próxima edição da Rolling Stone EUA, que será lançada nesta sexta, 1º de março, nos Estados Unidos.