Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Rei do povo Bamum de Camarões senta em trono exposto em museu de Berlim

Rei visitou o museu de Berlim e encontrou trono roubado pelos alemães em 1908 que pertenceu a sua bisavó

Redação Publicado em 14/06/2023, às 15h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Peça foi roubada pelos alemães em 1908 durante o período de colonização entre 1884 a 1916 (Foto: reprodução/Twitter)
Peça foi roubada pelos alemães em 1908 durante o período de colonização entre 1884 a 1916 (Foto: reprodução/Twitter)

O atual Rei do povo Bamum de Camarões Nabil Mbombo Njoya sentou no trono que pertencia ao seu bisavô, Ibrahim Njoya, exposto no museu de Berlim, na Alemanha. A peça foi roubada pelos alemães em 1908 durante o período de colonização entre 1884 a 1916 (via O Globo)

Na época, uma réplica do trono havia sido prometida aos alemães, no entanto, o objeto não ficou pronto a tempo e os alemães obrigaram o rei a mandar o trono original, exposto agora no museu de Berlim com outros artefatos do continente africano. 

+++LEIA MAIS: Beatles: IA ajudou a criar música 'final' do Fab Four, diz Paul McCartney

O bisneto de Ibrahim Njoya, de 28 anos, luta para que o trono seja devolvido. De acordo com o National Geographic, a Alemanha já devolveu artefatos à Nigéria, França e Benin. O Metropolitan Museum of Art, em Nova York, fez um acordo de mandar esculturas de volta à Grécia.

“Eu vejo a mim e aquele trono. Eu vejo muitas pessoas Bamum ao meu redor. E estou vendo, ao meu lado, o diretor do museu de Berlim apertando minha mão, e nós dois dizendo: ‘Conseguimos! Fizemos isso - não por nós, mas por nossos filhos.' ”, disse ele a "National Geographic" antes da visita (via O Globo).