Reynaldo Gianecchini deixa hospital em São Paulo

Ator saiu do hospital Sírio-Libanês nesta sexta, 26, após uma semana fazendo quimioterapia para tratar câncer linfático

Redação Publicado em 26/08/2011, às 17h38 - Atualizado às 17h57

Reynaldo Gianecchini
AP

O ator Reynaldo Gianecchini deixou o Hospital Sírio-Libanês no início de tarde desta sexta, 26. Ele foi diagnosticado com câncer no sistema linfático e passou a semana fazendo um tratamento quimioterápico. As informações são do site do jornal Folha de S. Paulo.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

"Estou com o coração cheio de felicidade", disse Gianecchini na saída do hospital, mencionando que precisará de repouso após a quimioterapia. "Vou precisar ficar em momentos mais quietinhos, tranquilo. Não estou me afastando de ninguém". Reynaldo foi embora em um carro com a mãe, Heloísa, que saiu chorando. Junto a eles, estava a produtora da peça Cruel, Célia Forte, da qual Gianecchini era um dos protagonistas.

Além do linfoma, Gianecchini se recupera também de uma intervenção mal-sucedida durante o tratamento: uma veia do ator foi perfurada na instalação de um cateter.

Algumas causas que explicam o surgimento do câncer de Gianecchini, um linfoma não-Hodgkin, são a deficiência do sistema imunológico e a exposição longa a químicas como pesticidas, solventes e inseticidas. A mesma doença acometeu a presidente Dilma Rousseff em 2009, que foi curada após tratamento.