Rihanna vai com Chris Brown ao tribunal

Promotores colocaram em dúvida o cumprimento da pena de serviços comunitários imposta ao cantor, culpado por ter agredido a artista

Rolling Stone EUA Publicado em 07/02/2013, às 19h47 - Atualizado às 19h55

Os dois estiveram juntos para acompanhar jogo do Los Angeles Lakers neste natal, na Califórnia
AP

Rihanna acompanhou Chris Brown em visita ao tribunal na quarta, 6, tendo inclusive mandado um beijo para ele de onde estava sentada, na primeira fileira, informou a Associated Press. Brown participou de uma audiência para determinar se ele realmente cumpriu as diretrizes da liberdade condicional a que foi imposto por ter agredido a cantora, em 2009.

Promotores afirmam que não há evidência de que Brown tenha completado a sentença de seis meses de serviço comunitário. O juiz James Brandlin, de Los Angeles, pediu mais informações a respeito dos serviços sociais prestados por Brown e marcou outra audiência para daqui dois meses, em 5 de abril. Ele também decidiu que Brown deve permanecer em liberdade condicional até lá.

Recentemente, em entrevista de capa à Rolling Stone EUA, Rihanna se abriu como nunca antes para falar sobre o retorno do namoro com Brown e o significado disso para a sua imagem pública. "Eu decidi que, para mim, o mais importante é estar feliz", disse ela. "Eu não vou deixar a opinião de alguém se intrometer nisso. Mesmo se for um erro, é o meu erro. Depois de ser atormentada por tantos anos, com raiva e escuridão, eu prefiro apenas viver a minha verdade e aguentar a reação. Eu posso lidar com isso."

Perfil: tapas na bunda, mensagens de texto safadinhas, espaguete – uma semana agitada com Rihanna, a sex symbol mais complicada do pop.

A reconciliação do casal aconteceu menos de quatro anos depois que Brown atacou Rihanna na noite anterior à cerimônia do Grammy, em 2009. "Quando você junta essas peças estando de fora, não é um quebra-cabeça dos mais bonitos", diz Rihanna. "Ao nos verem caminhando por aí, dirigindo, no estúdio, na boate, vocês acham que entendem. Mas é diferente agora. Não temos mais aquele tipo de briga. Nós falamos bobagem, valorizamos um ao outro. Sabemos exatamente o que somos agora e que não queremos perder isso."

E Rihanna ainda disse que se Brown por algum momento mostrar um pouco do seu comportamento anterior direcionado a ela, a cantora estará pronta para ir embora. "Ele não pode se dar ao luxo de estragar tudo de novo", disse. "Isso simplesmente não é uma opção. eu não posso dizer que nada mais irá dar errado. Mas eu estou bastante certa de que ele sente nojo daquilo que aconteceu. E não teria vindo tão longe com isso se eu pensasse que houvesse a possibilidade [de uma nova agressão]."