Rolling Stones assinam com a Universal

Banda deixa EMI depois de 30 anos; nova gravadora quer digitalizar todo o catálogo da banda

Da redação Publicado em 27/07/2008, às 14h14

Os Rolling Stones deixam a gravadora EMI depois de 30 anos de parceria
Divulgação

Os Rolling Stones assinaram um contrato com a Universal Music para o lançamento de seus próximos álbuns, informou a Reuters. Não foi divulgado o tempo de duração do acordo.

A banda decidiu não renovar o contrato com a EMI, rompendo uma parceria que durou cerca de 30 anos. A gravadora passa por uma crise desde que foi comprada pelo grupo Terra Firma no ano passado - depois da mudança, a companhia perdeu Paul McCartney (o ex-Beatle foi o primeiro artista a fechar contrato com o selo Hear Music, da rede de cafés Starbucks) e o Radiohead. Hoje, a EMI tem como carro-chefe o Coldplay e seu Viva La Vida or Death and All His Friends, que vem batendo recordes de vendas físicas e digitais (veja mais aqui).

Além de possuir os direitos sobre os novos lançamentos da banda, a Universal terá o controle sobre todo o catálogo do grupo a partir do álbum Sticky Fingers, de 1971. O selo Polydor, que fará o lançamento dos novos discos, afirmou que pretende realizar uma "campanha de longo prazo" para digitalizar o acervo dos Stones.

O anúncio do contrato acaba com os rumores de que a banda se uniria a Madonna e U2, que fecharam acordos milionários com a produtora Live Nation.