Exclusivo: site traz ao Brasil venda de partituras digitais

"O usuário vai comprar a partitura a que ele não tem acesso", diz o criador do Compre Música, Daniel Neves

Bruno Raphael Publicado em 07/02/2012, às 18h19 - Atualizado às 20h12

Daniel Neves
Divulgação/Marcelo Rossi

Pioneiro no Brasil, o site Compre Música tem uma proposta simples, como diz seu slogan: ensinar o músico brasileiro a tocar corretamente qualquer canção nacional e internacional. Os Songbooks, conhecidos de professores e alunos de música, são disponibilizados no formato digital em uma média de preço de R$ 2 (variando conforme a cotação do dólar) por canção.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

A proposta vai além da venda de partituras e, conforme conta o criador da empreitada, Daniel Neves, caminha por uma espécie de "rede social da música", em que professores e alunos, iniciantes ou experientes, poderão se comunicar e amplificar o aprendizado com o auxílio do site. "Você tem a partitura normal e a partitura com tablatura", conta ele, sobre a inclusão de alunos leigos no estudo musical, que terão acesso aos contatos dos professores que criam as partituras do Compre Música, por meio de uma rede de contatos disponibilizada no site.

"Qualquer arquivo digital, hoje em dia, é passível de pirataria", reflete Neves, sobre a possibilidade do material do site poder ser facilmente compartilhado. "Sempre houve a cópia. Mesmo antes da internet já havia a xerox em universidade de música. O barato do Compre Música é que o usuário vai comprar a partitura a que ele não tem acesso."

Atualmente, o Compre Música conta com cerca de 91 mil partituras online. Neves estima que antes de julho esse número aumente para 200 mil. Os gêneros variam do pop ao progressivo, incluindo trilhas sonoras de filmes, como Indiana Jones.