Pulse

Snoopzilla fala sobre conhecer o funk e Detox, do Dr. Dre

“Você não pode aprender sobre funk, mas pode entrar nele. Ele tem que fazer parte de você, não adianta estar em torno de você", diz

GAVIN EDWARDS Publicado em 14/12/2013, às 10h06

Snoop Lion
Frank Micelotta/AP

Calvis Broadus se chama Snoop Dogg para o rap, Snoop Lion para o reggae e, agora, Snoopzilla para o funk. O novo nome dele é um tributo para o lendário baixista do Parliament/Funkadelic Bootsy Collins, também conhecido como Bootzilla: “Nós somos os bebês da Nave mãe”, disse Snoopzilla recentemente para a Rolling Stone EUA. Junto a Dam-Funk, Snoopzilla gravou o EP, 7 Days of Funk. Falamos com os novos parceiros musicais no meio de uma nuvem de fumaça de maconha no Highland Park, em Los Angeles.

Entrevista: Snoop Lion fala sobre seu passado como cafetão.

Depois de Snoop Lion e Snoopzilla, você tem outras versões do seu nome na manga?

Snoopzilla: Não, eles vêm de acordo com o projeto. Um dia, eu voltarei a ser Snoop Dogg, porque eu o amo e ele me ama. Agora, o que é necessário é o Snoopzilla – porque é o funk, e que o funk esteja com você.

Prince, RZA, Cat Stevens, Diddy: relembre artistas que mudaram de nome por razões bizarras.

Por que sete dias de funk?

Snoopzilla: Sete dias são uma semana. Quem disse que tem que acabar? Se fizermos do jeito certo, podemos repetir tudo de novo.

Se você tivesse sete dias para devotar somente ao funk, como você gostaria de passá-lo?

Dam-Funk: Talvez em uma ilha onde fosse sempre ensolarado, com pôr do sol bonito, apenas ouvindo minha coleção de discos em uma boa caixa de som. E ter um carro para estacionar na praia, mesmo se eu não puder dirigi-lo – só um carro para eu olhar.

Snoopzilla: Eu quero ir para a Ilha da Fantasia para poder conhecer Tattoo e Sr. Rourke. “Chefe, o avião!”

Entenda a referência

O que fez vocês quererem trabalhar juntos?

Snoopzilla: Eu queria trabalhar com Dam porque eu busco e luto pela grandeza. Cheguei em um ponto na minha carreira no qual só quero ser associado à grandeza.

Qual foi a primeira faixa que vocês fizeram juntos?

Snoopzilla: “Hit Da Pavement”. Dam disse “Eu não tenho engenheiros aqui”. Eu disse “Você sabe como ligar o microfone, cara? Está muito quente – preciso tirar essa merda de mim”.

Funk é algo que nasce com você, ou você pode aprender?

Snoopzilla: Você não pode aprender sobre funk, mas você pode entrar nele. Ele tem que fazer parte de você, não adianta estar em torno de você. Uma coisa do funk é que não tem preconceitos. Por exemplo, os japoneses – muitos deles têm funk dentro deles. Eles adoram e curtem. Quando apreciam o funk e te ensinam sobre a história do funk, você se sente até mal de dizer: “Caramba, não acredito que eles sabem mais do que eu”.

Dam-Funk: Tem algumas pessoas que definitivamente nascem com ele. Muitas culturas latinas do leste de Los Angeles.

Snoopzilla: Eu os considero gente como a gente, de qualquer jeito. Eles são minorias como a gente. Muitos dos meus amigos latinos são de quem eu peguei parte da minha música e discos de funk. Eles tocavam primeiro, em suas lowriders, ele tocavam algumas músicas para mim – “yo, Dogg, saca só, já ouviu isso?”

Qual foi o primeiro disco de funk que vocês compraram?

Snoopzilla: Anita Ward, "Ring My Bell."

Dam-Funk: "You and I", do Rick James.

Snoopzilla: [canta] "We fit together like a hand in glove. . . "

Dam-Funk: É, foi o primeiro disco de doze polegadas que eu comprei. Esse e um do Giorgio Moroder chamado "The Chase".

Qual disco de funk que não existe, mas vocês gostariam que existisse?

Dam-Funk: Um disco com Junie Morrison e banda de Mtume juntos: Philip Field nos teclados. Imagine “Juicy Fruit” misturado com “Funky Worm”. Foi Junie quem fez “Funky Worm” com os Ohio Players, fez a parte dos sintetizadores – é um dos arquitetos do G-Funk. Ele também fez os arranjos e produziu "Knee Deep" para o Funkadelic – ele não recebeu créditos por isso, porque George Clinton colocou o filho dele. Mas Junie ficou de boa.

Snoopzilla: Eu gostaria de ver um álbum com Charlie Wilson [da Gap Band], Rick James, e Bootsy Collins.

Como você chamaria?

Snoopzilla: It’s Too Hot in the Kitchen.

Você sabe alguma coisa sobre o álbum Detox, do Dr. Dre?

Snoopzilla: Mmm-hmmm.

Você sabe em que pé está?

Snoopzilla: Sim.

Algo que você pode dizer?

Snoopzilla: [Sorriso irônico] Sim. Um. Um. Um. Um.