Sony compra a BMG

Negócio de US$ 1,2 bilhão põe fim a parceria das duas gravadoras, juntas há quatro anos

Da redação Publicado em 05/08/2008, às 15h14

A Sony Music anunciou nesta terça-feira, 5, a compra da Bertelsmann Music Group (BMG) por US$ 1,2 bilhão de dólares. O negócio foi fechado na última segunda-feira, exatamente quatro anos após a fusão das duas gravadoras, em 4 de agosto de 2004.

Rumores sobre a venda da BMG para a Sony começaram há duas semanas. O motivo seria a vontade dos executivos da Bertelsmann de deixar a indústria fonográfica antes de uma possível crise, causada pela pirataria digital. Especulava-se que o negócio poderia ser fechado em US$ 2,8 bilhões, mais do que o dobro da transação final.

A gravadora, que agora vai se chamar Sony Music Entertainment, entende a compra como uma expansão em seus negócios mundiais, visto que não há interferência de uma outra companhia nos negócios. Além disso, não havia nenhum outro conglomerado interessado na compra da BMG.

Entre as primeiras medidas que devem ser tomadas pela Sony está a abertura de uma loja virtual que substituirá a Sony Connect, fechada no ano passado. A gravadora também cogita começar a fazer contratos "360º" com seus artistas. Este tipo de acordo dá aos músicos participação em lucros por turnês e merchandising.