Them Crooked Vultures é projeto a longo prazo, diz Grohl

Dave Grohl pretende lançar mais álbuns com a banda formada junto a John Paul Jones e Josh Homme, mas não vai negligenciar Foo Fighters

Da redação Publicado em 21/12/2009, às 11h51

Se depender de Dave Grohl, o Them Crooked Vultures terá vida longa. Ao programa Newsbeat, da emissora britânica BBC Radio 1, o frontman do Foo Fighters disse que a banda formada com Josh Homme (Queens of the Stone Age) e John Paul Jones (ex-Led Zeppelin) não se resume a um projeto especial.

A ideia é lançar quantos álbuns forem possíveis, tocando a carreira do grupo paralelamente à do Foo Fighters, banda que iniciou em 1995, um ano após a morte de Kurt Cobain e o consequente desmanche do Nirvana. "Você põe nós três juntos em um lugar e algo vai acontecer. Não acho que teremos problemas para fazer cinco, seis, sete álbuns se quisermos. É apenas uma questão de quando e onde e como."

O fator diversão conta e muito, segundo Grohl, que voltou à posição de baterista (a mesma da época do Nirvana) no Them Crooked Vultures. "Não iria querer parar de fazer isso. É uma banda divertida para se estar."

Mais do que falatório, a promessa de novo álbum pode se concretizar com material que a banda guarda das primeiras sessões de estúdio para o disco de estreia. Uma possibilidade é trabalhar em faixas que permanecem incompletas.

Transformar o Them Crooked Vultures em projeto a longo prazo não comprometerá a carreira do Foo Fighters, o artista garantiu. "É difícil porque fazer isto [Them Crooked Vultures] é a melhor coisa no mundo, e as nossas outras bandas também são demais", disse. "É apenas uma questão de descobrir como fazer tudo ao mesmo tempo."