Uma Longa Viagem, de Lúcia Murat, é eleito o melhor filme em Gramado

Riscado, de Gustavo Pizzi, também se destacou na 39ª edição do festival de cinema

Da redação Publicado em 15/08/2011, às 13h01

Gustavo Pizzi recebe prêmio de melhor diretor por <i>Riscado</i>

Ver Galeria
(3 imagens)

Uma Longa Viagem, de Lúcia Murat, foi eleito o melhor longa-metragem nacional na 39ª edição do Festival de Cinema de Gramado. O filme também recebeu o Kikito na categoria melhor ator (Caio Blat) e os Troféus Cidade de Gramado de melhor longa brasileiro pelo júri de estudantes de cinema e pelo júri popular.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil - na íntegra e gratuitamente!

Outro destaque na entrega dos prêmios, que aconteceu na noite do último sábado, 13, foi a produção Riscado, de Gustavo Pizzi, que faturou o prêmio de melhor diretor. O filme ainda foi agraciado com o troféus de melhor roteiro (Gustavo Pizzi e Karine Teles) e melhor atriz (Karine Teles). Além desses, Riscado ganhou o Troféu Cidade de Gramado pela trilha sonora.

Veja abaixo a lista de filmes nacionais, estrangeiros e curtas que foram premiados.

Longa-metragem nacional

Melhor filme em longa-metragem brasileiro: Uma Longa Viagem, de Lucia Murat

Melhor montagem: Leonardo Sette, por As Hiper Mulheres.

Melhor fotografia: Roberto Henkin, por O Carteiro.

Melhor roteiro: Gustavo Pizzi e Karine Teles, por Riscado.

Melhor atriz: Karine Teles por Riscado.

Melhor ator: Caio Blat, por Uma Longa Viagem.

Melhor diretor: Gustavo Pizzi, por Riscado.

Especial do júri: As Hiper Mulheres, de Leonardo Sette, Carlos Fausto e Takumã Kuikuro.

Longa-metragem estrangeiro

Melhor fotografia: Serguei Saldivar Tanaka, por La Lección de Pintura.

Melhor roteiro: Sebastián Hiriart, por A Tiro de Piedra.

Melhor atriz: Margarida Rosa de Francisco, por García.

Melhor ator: Gabino Rodríguez, por A Tiro de Piedra.

Melhor diretor: Gustavo Taretto, por Medianeiras, e Sebastián Hiriart, por A Tiro de Piedra.

Especial do júri: Las Malas Intenciones, de Rosario Garcia-Montero.

Melhor filme longa-metragem estrangeiro: Medianeiras, de Gustavo Taretto.

Curta 35mm e digital

Melhor filme: Carreto, de Claudio Marques e Marilia Hughes e Haruo Ohara, de Rodrigo Grota

Melhor montagem: Mair Tavares e Tina Saphira, por Um Outro Ensaio.

Melhor fotografia: Jacques Dequeker, por Polaroid Circus.

Melhor roteiro: Rodrigo John, por Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo.

Melhor atriz: Dira Paes em Ribeirinhos do Asfalto.

Melhor ator: José Wilker em A Melhor Idade.

Especial do júri: Rivelino, de Marcos Fábio Katudjian.

Melhor diretor: Natara Ney por Um Outro Ensaio.

Melhor filme curta-metragem: Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo, de Rodrigo John.