Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Velório de João Donato será no Theatro Municipal no Rio de Janeiro

Músico morreu aos 88 anos na madrugada desta segunda-feira, 17

Redação Publicado em 17/07/2023, às 15h46

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
João Donato (Reprodução)
João Donato (Reprodução)

João Donato, que morreu hoje (17) aos 88 anos, será velado nesta terça-feira, 18, das 11h às 15h no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. O músico será cremado no Memorial do Carmo em uma cerimônia restrita aos amigos e família. 

Donato foi internado na Casa de Saúde São José, no Rio de Janeiro, na semana retrasada, e estava intubado devido a uma infecção pulmonar. Faleceu em decorrência de diversos problemas de saúde.

Trajetória

João Donato era pianista, acordeonista, arranjador, cantor e compositor. Com 74 anos de carreira, ficou conhecido pela sua importância na MPB e na bossa nova.

Nascido no Acre, em 1934, o artista começou a fazer música no final dos anos 1940, quando se mudou com a família para o Rio de Janeiro. Em 1956 lançou seu primeiro álbum instrumental: Chá Dançante. Na bossa nova, colaborou com Tom Jobim e Vinicius de Moraes.

Durante a década de 1960, mudou-se para os Estados Unidos e teve contato com a música latina e caribenha. O álbum produzido no país, A Bad Donato, tornou-se um dos mais famosos do compositor.

Quando voltou ao Brasil, já em 1972, as canções de Donato passaram a ganhar letras. No disco de 1973, Quem É Quem, "Ahie" teve a letra escrita por Paulo César Pinheiro. Com isso, sobretudo cantoras começaram a fazer regravações. Nana Caymmi gravou "Ahie", enquanto Gal Costa gravou "The Frog", por exemplo.

Em 2010, João Donato ganhou o Grammy Latino por melhor álbum de jazz latino. Em 2016, a Rolling Stone Brasil elegeu o disco Donato Elétrico como o 11º melhor álbum brasileiro do ano.

Serotonina foi o último álbum lançado pelo músico, em 2022.