Vencedor do Oscar, Kevin Macdonald vem ao Brasil palestrar sobre trabalho em documentários e ficções

A masterclass do diretor de Munique, 1972: Um Dia em Setembro e O Último Rei da Escócia faz parte do Cultura Inglesa Festival; nove de seus filmes, incluindo alguns sobre música, serão exibidos em uma mostra no MIS-SP

Julia de Camillo Publicado em 04/06/2017, às 09h42

Kevin Macdonald
Divulgação

Entre os dias 6 e 10 de junho, o Museu da Imagem e do Som de São Paulo, em parceria com a produtora bigBonsai, receberá a mostra de cinema Kevin Macdonald - Um Olhar Plural, como parte da programação da 21ª edição do Cultura Inglesa Festival. O próprio diretor, vencedor de um Oscar, virá ao país para apresentar uma masterclass no evento, nos dias 7 e 8 de junho, também no MIS-SP. Na mostra, serão exibidos nove filmes do cineasta escocês.

“Eu pretendo falar da minha experiência no cinema e, particularmente, de como é trabalhar com documentários e com ficção; as similaridades e diferenças entre eles”, Macdonald antecipa. O diretor tem experiência e vivência nos dois gêneros: em sua filmografia, destacam-se Munique, 1972: Um Dia em Setembro (1999), que rendeu a ele o Oscar de Melhor Documentário, e O Último Rei da Escócia (2006), ficção que garantiu a estatueta de Melhor Ator para Forest Whitaker, além de ter ganhado três BAFTAs (Melhor Filme Britânico, Melhor Ator e Melhor Roteiro Adaptado).

Munique, 1972: Um Dia em Setembro é um documentário sobre o ataque realizado contra os atletas israelenses nos Jogos Olímpicos de Munique em 1972. O filme traz entrevistas com os terroristas palestinos responsáveis pelo atentado e com oficiais ainda vivos, além de imagens de arquivo da época. “Foi feito para parecer um filme, mas também uma investigação. Era jornalismo. É essa investigação que se desenrola como um thriller”, diz Macdonald. Aprofundando-se na significância do debate acerca do conflito entre árabes e israelenses, ele diz: “A temática deste filme é mais bem-vinda do que nunca”.

Um dos assuntos que reverbera pela carreira de Macdonald é a música. O diretor já realizou documentários sobre Mick Jagger (Being Mick, de 2001), Bob Marley (Marley, de 2012) e atualmente trabalha em um sobre Whitney Houston. “Quando você coloca imagens e música juntos, coisas maravilhosas acontecem. Artistas têm vidas incríveis e interessantes, algo meio que libertador do mundo normal. Eles vivem quase como deuses entre nós”, Macdonald desenvolve.

“Um dos motivos pelos quais eu quis fazer um filme sobre Marley foi porque eu senti que ele havia se tornado uma espécie de ícone e ninguém enxergava ou pensava no ser humano por trás disso”, ele diz sobre Marley, que conta a história do músico desde os primeiros dias da carreira até a ascensão internacional por meio de raros materiais de arquivo e entrevistas inéditas com amigos e familiares. “É uma investigação interessante, eu me senti como um detetive tentando encontrar uma pessoa de verdade dentro de toda a mitologia. Com Marley, você tem essa figura que se assemelha a Cristo, e isso acontece porque a música dele é iluminada e dialoga com uma filosofia, fala conosco por meio de uma bela melodia mas também com mensagens importantes.”

O projeto atual de Macdonald é um documentário sobre a vida de Whitney Houston, cantora que morreu em 2012. “Eu terminei a maioria das entrevistas”, ele diz sobre o andamento do filme. “Ela não se expressava muito enquanto indivíduo, apenas pela sua voz. Então eu acredito que será um filme sobre o que é uma voz, como uma voz pode expressar quem você é.” Ele ainda diz que pretende cavar fundo na história de Whitney: “O que aconteceu com ela e o quanto disso tem a ver com ela própria, o quanto tem a ver com a família dela, ou com a indústria da música… Como era ser uma mulher negra naquela época e explodir nos anos 1970 e 1980, os efeitos do racismo cotidiano nos Estados Unidos e o impacto disso nela.”

Além dos citados, os filmes que serão exibidos na mostra Kevin Macdonald - Um Olhar Plural são: A Vida em um Dia (2011), Intrigas de Estado (2009), A Legião Perdida (2011), Mar Negro (2014) e Minha Nova Vida (2013).

A programação completa da mostra de Kevin Macdonald e do Cultura Inglesa Festival pode ser vista no site do evento.