Virada Cultural 2013: homenagem a Chorão terá convidados especiais, diz guitarrista Thiago Castanho

Músico revela participação de RZO e conta qual foi "a última lembrança artística" do parceiro de banda

Lucas Reginato Publicado em 17/05/2013, às 15h01 - Atualizado em 18/05/2013, às 12h25

Chorão Eterno – A Banca

Palco Palco São João 

Às 2h

Os ex-integrantes do Charlie Brown Jr. se reuniram sob o nome A Banca e irão promover uma homenagem ao líder do grupo Chorão, que morreu em abril deste ano.
Murilo Moser/Divulgação

Será em plena Virada Cultural, às 2h da manhã da madrugada do domingo, 19, que os ex-integrantes do Charlie Brown, agora n’A Banca, farão homenagem a Chorão, parceiro e vocalista da banda morto em março deste ano. A apresentação no palco São João vai contar ainda com participações especiais e deve atrair muitos dos fãs para celebrar a obra do ídolo.

Virada Cultural 2013: siga o roteiro da Rolling Stone Brasil.

“O que vai ser bem legal desse show é que vamos ter participação do RZO”, diz o guitarrista Thiago Castanho, que revela que o grupo de rap vai ainda participar do disco La Familia 013, a ser lançado ainda neste ano com os últimos registros de Chorão em estúdio. Nas duas apresentações que A Banca já fez no interior de São Paulo, em Rio Claro e Lorena, outras participações ocorreram – com Digão, do Raimundos, e Di Ferrero, do NXZero, respectivamente.

“As melhores coisas que a gente fez foi do lado do cara, um grande amigo, grande pensador, um cara que ditou toda uma tendência. A gente está em choque pela perda mas com o intuito do que ele falou, sempre seguir em frente, a nossa música não pode parar”, afirma Castanho.

O repertório desta turnê foi construído com músicas que vão desde o primeiro disco da banda, Transpiração Contínua Prolongada (1997), até “Meu Novo Mundo”, primeiro single revelado do que será o último disco do Charlie Brown Jr. E desta faixa Thiago Castanho tem uma lembrança especial. “É minha última lembrança artística dele”, conta. “Estava com ele quando a gente fez essa música, ele estava muito feliz. A gente estava no quarto de um hotel em Recife, comemos para caramba, comemos lasanha, sanduíche, um monte de coisa”, brinca o guitarrista. “Ficamos das 11h da noite às 8h da manhã.”