"A Virada Cultural pode ser um evento nacional", diz Fernando Haddad

Prefeito de São Paulo quer que o evento seja um chamariz de turismo para a cidade

Lucas Reginato Publicado em 02/05/2013, às 12h32 - Atualizado às 13h06

Show do Criolo no Lollapalooza 2013
Carolina Vianna

Embora seja um evento tipicamente paulistano (que posteriormente ganhou versão no Rio de Janeiro e no interior de São Paulo), a Virada Cultural quer fazer com que o público de outros estados venha para a cidade para o evento. Foi o que disse o prefeito Fernando Haddad em entrevista coletiva convocada para anúncio das atrações da 9ª edição da Virada, que acontece nos dias 18 e 19 de maio.

Virada Cultural terá Gal Costa e homenagem a Chorão.

“A Virada Cultural pode ser um evento nacional”, afirmou o prefeito, que neste ano encomendou do departamento de propaganda da prefeitura um investimento para elevar a Virada a chamariz para o turismo. “Pela magnitude que ela tem e pelo fato que tem muita gente que gosta de vir a São Paulo”, explicou, revelando ainda que agências de turismo já se organizaram para oferecer pacotes do tipo. “É um experimento.”

Virada Cultural terá programação especial para crianças.

Em 2013, a prefeitura anunciou que 120 palcos que serão montados pela cidade, principalmente na região central, para abrigar cerca de 900 atrações diferentes. São aguardadas cerca de 4 milhões de pessoas nos dois dias de evento, que tem entre as atrações Gal Costa, Criolo (foto) e homenagem a Chorão. Saiba mais.