Vocalista do grupo Lostprophets admite que tentou abusar de um bebê

Ele se declarou culpado de dez acusações de pedofilia

Redação Publicado em 28/11/2013, às 12h30 - Atualizado às 12h54

Ian Watkins, da banda Lostprophets
AP

O vocalista britânico Ian Watkins, do Lostprophets, se declarou culpado das onze acusações de pedofilia e admitiu que tentou estuprar um bebê de um ano. Watkins, de 36 anos, é líder da banda formada em 1997 e que vendeu milhões de discos e foi preso ano passado. A banda se separou em outubro.

Dentre os casos, ele é acusado de ter incentivado uma fã a abusar dos próprios filhos durante um chat virtual com câmera. Anteriormente, ele tinha se declarado inocente, mas mudou sua declaração de última hora esta semana, antes do julgamento.

Watkins também admitiu a posse de material de pornografia infantil. A sentença dele será anunciada no dia 18 de dezembro.