Vocalista do The Vines é preso por agredir os pais na Austrália

Craig Nicholls, de 35 anos, que sofre de Síndrome de Asperger, resistiu à prisão e um policial foi levado ao hospital

redação Publicado em 16/10/2012, às 11h38 - Atualizado às 12h51

The Vines
Reprodução / Facebook

Vocalista e líder da banda efervescente australiana The Vines, Craig Nicholls foi preso no último sábado, 13, acusado de violência contra os pais, na casa onde moram, no subúrbio de Sydney.

Relembre 10 casos de músicos que foram parar atrás das grades

De acordo com o jornal australiano The Sydney Morning Herald, o músico será levado à corte nesta terça, 17, acusado de cometer cinco crimes, dois de agressão doméstica, além de intimidação, resistência à prisão e danos corporais.

Já era sabido que o compositor e guitarrista sofria de síndrome de Asperger (um transtorno genético que se assimila ao autismo). Para tratá-la, aliás, Nicholls precisou cancelar algumas turnês e é tido como “difícil” no meio musical.

Segundo relatos, o músico desferiu dois socos contra o rosto da própria mãe, no sábado, 13, por volta das 12h15, antes de a polícia precisar disparar spray de pimenta para conseguir prendê-lo.

“Ele tentou fugir da polícia”, disse o inspetor de polícia de Hurtsville, Robert Duncan. “Um oficial sofreu escoriações, cortes e contusões nos joelhos e cotovelos e precisou ser levado para o hospital.”

Grande sucesso com o primeiro álbum, Highly Evolved, lançado em 2002, o The Vines ganhou destaque como uma das grandes forças do rock que surgia na nova década. Aos poucos, contudo, os discos foram perdendo o gás de novidade. Future Primitive, quinto e último trabalho do grupo, é de 2011.