Whitney Houston pode ter morrido por causa de uma combinação de remédios e álcool

Legistas disseram à família da cantora que a causa da morte não foi afogamento, conforme era especulado anteriormente

Redação Publicado em 13/02/2012, às 10h22 - Atualizado às 10h51

Whitney Houston
AP

De acordo com o site TMZ, a família de Whitney Houston foi informada pelos responsáveis pelo Instituto Médico Legal de Los Angeles que a cantora não morreu afogada. Segundo eles, a causa da morte parece ter sido uma mistura do comprimido Xanax e outros remédios somados a álcool.

Leia textos das edições anteriores da Rolling Stone Brasil – na íntegra e gratuitamente!

O veículo, que conseguiu as informações com integrantes da família da cantora, afirma que os parentes foram informados de que não havia água o suficiente nos pulmões de Whitney para que se pudesse chegar à conclusão de que ela se afogou. Possivelmente, ela teria morrido antes que sua cabeça ficasse submersa.

Outra informação revelada é que, na verdade, teria sido a tia da artista, Mary Jones, quem descobriu o corpo dela na banheira e tentado ressuscitá-la.