Woody Allen processa Amazon e pede indenização

O filme A Rainy Day in New York não será mais lançado

Redação Publicado em 07/02/2019, às 17h23

None
O diretor Woody Allen (Foto: AP)

Woody Allen quer que a Amanzon Studios pague US$ 68 milhões por ter desistido de lançar A Rainy Day in New York, o novo filme do diretor.

Segundo informações do TMZ, o cineasta entrou com o processo contra o estúdio nesta quinta, 7, por ter filmado e editado todo o longa.

Os advogados do diretor alegaram que a Amazon avisou Allen em junho de 2018 sobre o cancelamento do drama estrelado por Selena Gomez, Timotheé Chalamet e Elle Fanning.

O cineasta exigiu explicações do estúdio pela atitude tomada e a Amazon respondeu que os motivos para a quebra de contrato incluíam “o retorno da acusação de abuso sexual” – que já era conhecida, mas voltou à tona – e “declarações polêmicas” de Allen.

Em 1992, o diretor foi acusado de abusar sexualmente de Dylan Farrow – filha adotiva de Allen com Mia Farrow, sua namorada à época.  

O juiz do caso concluiu que não havia evidências suficientes para condenar o cineasta.

A partir de 2014, quando Woody Allen ganhou o prêmio honorário Cecil B. DeMille no Globo de Ouro, a acusação voltou aos holofotes por meio de uma carta aberta publicada por Dylan.

A Amazon Studios e o diretor firmaram um contrato em agosto de 2017, quando o estúdio já havia lançado duas obras de Allen: o filme Roda Gigantee a minissérie Crisis In Six Scenes.