Entretenimento

O Pop art e seu papel revolucionário na arte ocidental

Com muita cor e brilho, o estilo é marcado por grandes nomes e críticas sociais que impactaram o mundo em sua criação

Paulo Marinho Publicado em 28/03/2022, às 16h00

Pop art, o estilo artístico eternizado que conversa com os sistemas econômicos atuais e critica as adorações das massas
Reprodução / Amazon

Movimento artístico nascido na década de 1950 e eternizado para os dias de hoje, o Pop art foi criado no Reino Unido, mas só ganhou força e popularidade ao chegar em solo estadunidense. Sendo utilizado para manifestações, o “art pop”, como também é conhecido, teve grandes nomes revolucionários que levaram o estilo a ser considerado a passagem da modernidade para a pós-modernidade na cultura ocidental. 

Visando conectar a arte e as pessoas para demonstrar os traços e a massificação da cultura popular capitalista, a estética do gênero se baseia em elementos dos costumes e dos comportamentos trilhados pela industrialização, que estava crescente nos anos de seu nascimento. Fazendo o uso de imagens e símbolos para a criação dos materiais, suas obras ironizavam, e, em tom de crítica, levava o espectador a refletir sobre o consumo compulsivo e excessivo motivado e plantado pelo sistema capitalista.

Em cores vibrantes, brilhantes e fluorescentes, as produções no estilo Pop art podiam ir de simples imagens à releituras de fotos das celebridades, criando um paralelo sobre objetos e pessoas que eram “consumidas” pelas massas. O pintor e cineasta Andy Warhol (1928 - 1987) é, até os dias de hoje, o nome de maior destaque no gênero. Com obras que vão de reproduções de Marilyn Monroe ao eterno rei Michael Jackson, o artista também é conhecido por fazer uso de outras imagens, como em seu quadro “A Banana” (1960). 

No Brasil, foi na década de 1960 que a tendência derivada da Pop art crescia. Criticando e expondo as insatisfações das censuras do regime militar, artistas brasileiros e estrangeiros marcaram o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro com a exposição Opinião 65. Alguns dos artistas nacionais a serem destacados são: Wesley Duke Lee, Luiz Paulo Baravelli, Carlos Fajardo, Lobo, entre outros. Até os dias de hoje, o Pop art inspira e influencia parte dos artistas que enxergam a beleza e a genialidade do estilo que jamais pode ser esquecido. 

Reprodução / Amazon
Reprodução / Amazon

 


+Encontre itens e produtos relacionados ao Pop art por meio da Amazon - https://amzn.to/3DfQmSh

++Leia mais sobre Pop art:

Pop Art, de Tilman Osterworld (2007) - https://amzn.to/3DhJ00l 

The Story of Pop Art: Culture, Celebrity & Controversy in 100 Creative Milestones, de Andy Stewart MacKay (2020) - https://amzn.to/3JPf91P 

A Filosofia de Andy Wahol: De A a B e de Volta a A, de Andy Warhol (2008) - https://amzn.to/3iFNZhQ 

Isso é Arte?: 150 Anos de Arte Moderna do Impressionismo Até Hoje, de Will Gompertz (2013) - https://amzn.to/35idlzx 

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data de publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Rolling Stone pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/3d5KDAX    

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2UbsHfD