Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Vitrine / VINIS

Saiba quais artistas já tiveram problemas com suas gravadoras

Nós relembramos alguns dos artistas que já tiveram problemas com seus selos musicais. Confira!

Redação Publicado em 07/09/2023, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Nós relembramos alguns dos artistas que já tiveram problemas com seus selos musicais. - Reprodução/Amazon
Nós relembramos alguns dos artistas que já tiveram problemas com seus selos musicais. - Reprodução/Amazon

Brigas entre gravadoras e seus artistas são mais comuns do que podemos imaginar. Em alguns casos, ela rende mudanças criativas permanentes. Em outros, muita dor de cabeça para o artista. Há até quem desista da carreira na música. Casos emblemáticos não faltam. Por isso, a Rolling Stone Brasil decidiu relembrar algumas das personalidades que já tiveram problemas com seus selos musicais. Confira:

Johnny Cash

O caso de Johnny Cash, talvez, conte muito mais do que imaginamos sobre gravadoras musicais. Sem muito alarde, a Columbia Records abandonou o artista e não fez investimentos em suas obras sonoras. O ícone country ficou sem seu contrato após 26 anos vinculado ao selo musical, e tudo pelo mesmo motivo que ocorre para alguns de hoje em dia: Cash não gerava mais lucro algum, e a gravadora queria mais dinheiro.


Michael Jackson

Até mesmo o eterno Rei do Pop teve problemas com sua gravadora. A Sony Music optou por não promover “Invincible”, álbum do cantor. Segundo Michael, esse boicote ocorria devido o racismo por parte do selo, já que na época, costumavam conspirar contra os artistas negros, acusação que o artista reforçou diversas vezes durante a exposição do caso.


Miley Cyrus

Uma bola de demolição! Hoje, Miley Cyrus está mais madura em relação à musicalidade, seja em questão de gênero musical, habilidades vocais e de personalidade. Seus maiores atritos aconteceram quando Cyrus ainda tinha contrato com a Hollywood Records, uma das gravadoras da Disney. O álbum “Can’t Be Tamed” tornou-se alvo de discussões internas da empresa pois não seria divulgado pela Hollywood, que por sua vez decidiu travar uma guerra na escolha dos singles contra a artista, que desejava outras canções para serem apresentadas. Teorias lançadas pelos fãs dizem que a faixa “Robot” é uma das indiretas para o selo musical.


30 Seconds To Mars

Um caso caro e inesquecível! Após um processo que custou cerca de US$30 milhões pela EMI Music, o famoso grupo musical teve que encontrar jeitos para resolver a situação. A gravadora afirmava que um dos álbuns não foi entregue no prazo estipulado no contrato, em resposta à acusação. O grupo afirmou que jamais recebeu sequer um centavo recorrente das vendas dos discos. Tempos depois, ambos chegaram a um acordo secreto.


Kesha

Um caso triste e repleto de revoltas! A cantora Kesha enfrentou, por anos, uma batalha quase invencível contra a gravadora Sony Music e sua subsidiária pertencente a Dr. Luke, Kemosabe Records. No processo, a cantora alegava ter sofrido abusos físicos e psicológicos por parte de Luke, entretanto, enfrentou desafios que a forçaram retirar a denúncia, algo que começou um movimento nas redes sociais, trazendo diversas exposições contra o empresário.


+Conheça alguns dos discos de vinis dos artistas mencionados acima por meio da Amazon, e aumente sua coleção:

1. Essential Johnny Cash - https://amzn.to/3NF3p4U

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

2. Invincible, de Michael Jackson - https://amzn.to/3zCg171

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

3. Plastic Hearts, de Miley Cyrus - https://amzn.to/3U76TPW

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

4. 30 Seconds to Mars - https://amzn.to/3U5D7uO

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

5. High Road, de Kesha - https://amzn.to/3T1Gkug

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data de publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Rolling Stone pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/3d5KDAX

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2UbsHfD