“Jimi Hendrix seria um pioneiro do hip-hop”, diz produtor que trabalhou com o astro

Eddie Kramer acredita que o guitarrista teria um importante papel na indústria musical
  • Imprimir
por Redação
19 de Out. de 2015 às 12:54

O produtor musical Eddie Kramer acredita que Jimi Hendrix seria uma figura importante no desenvolvimento do hip-hop - caso o músico não tivesse morrido na década de 1970. Em entrevista à Radio 6, da BBC, Kramer, que trabalhou com o lendário guitarrista em Electric Ladyland (1968), garantiu que Hendrix seria um “pioneiro” do gênero.

Rolling Stone elegeu os 100 maiores guitarristas de todos os tempos: veja a lista.

“Essa concepção de música de rua o influenciaria”, justifica o produtor. “Jimi era atento ao que estava acontecendo, era uma esponja musical. O próximo passo dele? Talvez se envolvesse no hip-hop.”

Após longa briga judicial, gravações históricas de Jimi Hendrix serão lançadas.

“Penso nisso o tempo todo. Não apenas que ele seria um brilhante produtor musical, mas Jimi teria a própria gravadora e a própria produtora”, continuou Kramer. “Ele seria uma importante força na indústria da música – algo parecido com o que o Jay Z faz atualmente”.

“Station Break”, música inédita de Jimi Hendrix, é divulgada; ouça.

Um novo documentário, Jimi Hendrix: Electric Church, traz um relato compreensivo do show de Hendrix no Atlanta International Pop Festival, em 4 de julho de 1970 (cerca de dois meses antes da morte de Hendrix). O longa é um condensado da grandeza do guitarrista, um resumo da maneira que ele combinou blues, rock psicodélico e rosnado na guitarra – além de uma acachapante diversidade técnica, de solos de uma mão a arranjos quase vocais com a alavanca – em um caldeirão de sons.

O documentário será lançado em DVD, no dia 30 de outubro, contendo entrevistas com integrantes da banda, Billy Cox e o falecido Mitch Mitchell, assim como Paul McCartney, Steve Winwood, Kirk Hammett, o organizador Alex Cooley e mais.

As gravações trazem muito do cancioneiro de Hendrix, de “Foxy Lady” e “Red House” (do disco Are You Experienced) aos temas lançados de maneira póstuma “Straight Ahead” e “Room Full of Mirrors”. Uma vez que o show aconteceu em 4 de julho, Hendrix naturalmente fez uma performance de “The Star Spangled Banner”, o hino dos Estados Unidos.

Recomendadas