Amber Heard quer anulação de veredito por difamação contra Johnny Depp

Johnny Depp venceu ação e deve receber US$ 10 milhões de indenização

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Eduardo do Valle) Publicado em 05/07/2022, às 10h26

None
Johnny Depp (Foto: Getty Images), Amber Heard (Foto: Getty Images)

Advogados de Amber Heard querem anulação do veredito a favor de Johnny Depp. O ator venceu ação movida por difamação contra a ex-esposa há um mês e deve receber US$ 10 milhões de indenização por danos compensatórios, além de US$ 5 milhões por danos punitivos.

Nova ação movida pelos representantes de Amber na corte de Virgínia (Estados Unidos) argumenta que decisão foi "excessiva em relação às evidências apresentadas e à lei." Os advogados visam outro julgamento ou que o caso seja encerrado com derrota de Depp.

+++LEIA MAIS: Amber Heard divulga diário com detalhes de abuso de Johnny Depp

Além disso, afirmam que o ator não "apresentou evidências que Heard não se sentiu abusada," como alegou para acusá-la de difamação. A ação relembra que é necessário "abandonar alegações de que declarações de Amber eram falsas."

Julgamento

Depp ganhou a ação de difamação contra a ex-esposa no Tribunal do Condado de Fairfax, na Virgínia, EUA. Durante o processo, foram ouvidos mais de 100 horas de depoimentos de testemunhas, além de áudios gravados e depoimentos ao vivo de Depp e Heard, de acordo com a CNN Brasil.

+++LEIA MAIS: Amber Heard reconhece 'vários erros' em relação com Johnny Depp, mas diz que nunca mentiu

O processo de difamação movido contra a atriz é baseado em um artigo escrito por ela em 2018 para o jornal The Washington Post. Nele, a artista não cita Depp, mas afirma ser uma “figura pública que representa abuso doméstico.” O processo de julgamento do ex-casal começou em 11 de abril.