Britney vs Spears: Como foi processo de gravação?

A documentarista Erin Lee Carr explicou desafio de conseguir entrevistas para Britney vs Spears

Felipe Grutter (com supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 28/09/2021, às 09h50

None
Britney vs Spears (Foto: Divulgação)

A documentarista Erin Lee Carr, responsável por Britney vs Spears (2021) ao lado da jornalista Jenny Eliscu, refletiu sobre o processo de gravação da produção original Netflix durante entrevista ao Los Angeles Times. O documentário investiga a luta por liberdade de Britney Spears por meio de entrevistas exclusivas e documentos confidenciais.

Na conversa, Carr explicou como a experiência em fazer documentários sobre mulheres foi essencial para a abordagem em Britney vs Spears. "Britney Spears é uma das grandes histórias," comentou. "Ela é um ícone e uma pessoa célebre, mas acabou de alguma forma tendo os mesmos direitos legais que uma menor."

+++LEIA MAIS: Britney vs Spears: lançamento, trailer e tudo o que sabemos sobre documentário da Netflix [LISTA]

A documentarista revelou detalhes de processo de gravação, e pontuou como precisava fazer pessoas contarem histórias sobre a icônica estrela do pop, mas foi mais difícil em relação ao esperado: "Muito ingenuamente, pensei: 'Bem, talvez eu possa descobrir.' Liguei para um funcionário da indústria no início, e a pessoa disse: 'Sim, boa sorte para conseguir que alguém fale. Não vai rolar. Essa história ninguém fala.'"

Com esse desafio, Erin Lee Carr revelou como entrou em pânico, porque diversas fontes passaram a sumir, tornando o trabalho da diretora cada vez mais difícil. Segundo Carr, algumas pessoas negavam entrevista ou simplesmente não respondiam. "Você precisa de outras pessoas se não tiver acesso à pessoa principal. Britney, na época, nunca falou sobre a tutela," afirmou.

+++LEIA MAIS: Britney Spears volta para o Instagram após deletar perfil; entenda