Diretor de Mãe!, Darren Aronofsky ainda recebe mensagens de ódio por ter feito filme

Filme com Jennifer Lawrence e Javier Bardem, Mãe! causou muita polêmica quando foi lançado em 2017

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 19/10/2021, às 21h02

None
Jennifer Lawrence e Javier Bardem em Mãe!, de Darren Aronofsky (Foto: Divulgação)

Estrelado por Jennifer Lawrence e Javier Bardem, Mãe!é um filme de terror psicológico de Darren Aronofsky lançado em 2017. O filme causou muita polêmica e, mesmo após anos da estreia, o diretor continua recebendo mensagens de ódio.

Mãe!gerou repercussão pela maneira de retratar violência e alegorias bíblicas e ambientais. Durante o Festival de Cinema El Gouna, Aronofsky explicou como recebe muitas mensagens criticando a produção e a mensagem que ela passa.

+++ LEIA MAIS: 6 filmes de terror incríveis para assistir na Netflix: Mãe!, Us e mais [LISTA]

“Eu recebo algumas das melhores mensagens de ódio de todos os tempos, o que é ótimo,” contou o diretor. Segundo informações do NME, um espectador irritado conseguiu o número do celular do cineasta e mandou uma mensagem dizendo que consumiriam carvão e causariam o máximo de destruição possível ao planeta para irritá-lo.

“Mas também por causa disso, o tipo de empolgação e paixão que você recebe de outras pessoas que realmente se conectam com o filme lembra por que você está fazendo isso,” acrescentou Aronofsky.

+++ LEIA MAIS: Os 5 melhores (e 5 piores) filmes de Jennifer Lawrence: Jogos Vorazes, X-Men: Fênix Negra e mais [LISTA]

Tudo sobre Mãe!

Um dos filmes mais controversos do cinema, Mãe! (2017) é um thriller psicológico que conta a história de uma mulher quem acredita que terá um final de semana tranquilo com o marido. Porém, tudo muda quando diversos convidados começam a chegar na casa deles. A produção foi dirigida por Darren Aronofsky e conta com Ed Harris, Jennifer Lawrence, Javier Bardem e Michelle Pfeiffer no elenco.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Darren Aronofsky (@darrenaronofsky)