Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Glass Onion: vale a pena assistir a sequência de Entre Facas e Segredos?

Dirigido por Rian Johnson, filme que narra suspense de forma cômica está no Top 10 da plataforma Netflix

Ana Paula Nunes Publicado em 04/01/2023, às 17h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Glass Onion (Foto: divulgação/Netflix)
Glass Onion (Foto: divulgação/Netflix)

Em 2019 chegou ao streaming o filme Entre Facas e Segredos. Com direção de Rian Johnson, o longa conta a história de Harlan Thrombey, um escritor renomado, dono de um império editorial. A trama gira em torno do patriarca da família Thrombey que logo no início do filme, é encontrado morto em um dos cômodos de sua residência.

A primeira hipótese é o suicídio, que foi descartado por Benoit Blanc, detetive responsável em acompanhar o caso. Dúvidas começam a aparecer ao dar início na investigação do caso, colocando os familiares de Harlan e funcionários da casa como suspeitos. Em 2020 o filme foi indicado ao Oscar na categoria Melhor Roteiro Original.

+++LEIA MAIS: Tudo o que sabemos sobre Entre Facas e Segredos 2: Elenco, estreia e mais [LISTA]

A narrativa é cômica, entrelaçadas aos mistérios da residência onde aconteceu o suposto assassinato. Você também encontra referências do livro Assassinato no Expresso do Oriente de Agatha Christie, já que Johnson é fã declarado da escritora.

Dando sequência a desvendar mistérios, e considerado um dos melhores filmes originais da Netflix,Glass Onion está no Top 10 do streaming. O cenário é uma luxuosa residência privada de Miles Bron em uma ilha grega. O dono da casa convida os amigos para um jogo de detetive, mas as coisas acabam de outra forma, com um assassinato no local onde todos os convidados são suspeitos do crime. As cenas também trazem uma grande rotatividade de cenários e personagens variados.

+++LEIA MAIS: Glass Onion: Atrizes revelam como elenco descobriu identidade do assassino

O filme em si não é bem uma continuidade de Entre Facas e Segredos, é um pouco inferior pois sabemos que o mistério é previsível: alguém foi assassinado e o detetive vai em busca de quem cometeu o crime, mas isso não deixa com que o filme não seja bom, pelo contrário, quem gosta desse tipo de enredo, vai poder acompanhar Benoit Blanc desvendando mais um assassinato. Com um novo elenco, o foco de Glass Onion também é outro, saber de qual forma e porque as coisas aconteceram. No site Rotten Tomatoes o filme está avaliado em 93% para o público e críticos.

Glass Onion não tem uma tradução em português, a metáfora é trabalhada em algo que aparece densamente em camadas, como uma cebola, explica o diretor:

“Acabei trabalhando na ideia da cebola de vidro dessa coisa que parece densamente em camadas, mas na realidade é bastante transparente. Esse é o tipo de metáfora que Blanc se apega e vai até o fim ao longo do filme. Então isso significa algumas coisas."

Johnson também cita uma referência a Beatles quando questionado sobre o título: "Bem, é uma música dos Beatles em primeiro lugar e é uma espécie de música dos Beatles sobre um mistério que não é realmente um mistério.". A canção faz parte do álbum The Beatles (1968).

+++LEIA MAIS: Glass Onion: Rian Johnson ficou irritado com título Um Mistério Knives Out; entenda