Belo Horizonte deixará de exigir uso de máscara em espaços abertos

A medida foi anunciada pela prefeitura de Belo Horizonte nesta quinta, 3

Redação Publicado em 03/03/2022, às 17h47

None
Mulher de máscara (Foto: Oli Scarff/Getty Images)

A prefeitura de Belo Horizonte, Minas Gerais, anunciou o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambientes abertos no município. De acordo com O Tempo, a recomendação foi formalizada pelo comitê de enfrentamento à pandemia durante reunião na minhã desta quinta, 3.

O site afirma que a prefeitura ainda não publicou um decreto sobre a mudança e, por enquanto, a máscara continua obrigatória. O infectologista Unaí Tupinambás, integrante do comitê, explica que a medida é exclusiva para locais como vias públicas da cidade, e que em outros ambientes o uso ainda é necessário. “No Mineirão, por exemplo, o uso de máscara ainda é obrigatório, mesmo que a gente veja que torcedores não a utilizam. Nos ônibus, também continua obrigatório,” afirmou.

+++ LEIA MAIS: Coronavírus: Mortalidade infantil por Covid-19 quintuplica em janeiro

Além disso, por enquanto não há previsão para flexibilização do uso de máscaras em ambientes fechados, como enfatiza o integrante do comitê, o infectologista Carlos Starling: “A flexibilização da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambiente aberto sem aglomerações é possível. Porém, em ambiente fechado, ainda é muito precoce. A ocupação de leitos está baixa, mas a incidência, a mortalidade e letalidade da doença ainda estão muito altas. Portanto, estamos ainda num momento que temos que ser cautelosos com as medidas de flexibilização.”

Segundo G1, a prefeitura divulgou um boletim nesta quarta, 2, no qual todos os indicadores de covid-19 estão em alerta verde e o RT, índice que mede a transmissão por infectado, mostra que cada 100 pessoas transmitem o vírus para outras 75. Atualmente, a cidade tem 343.406 casos conhecidos da doença e 7.447 mortes.

+++ LEIA MAIS: Marvel: Evangeline Lilly defende movimento antivacina: ‘Sou pró-escolha’

Belo Horizonte não é a única cidade a decretar o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras. No Distrito Federal, a medida também passa a valer a partir de segunda, 7, enquanto o Rio de Janeiro analisará a possibilidade a partir da próxima semana. Em Santa Catarina crianças de 6 a 12 anos já não precisam mais de máscaras nas salas de aula.