Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Dahmer: O que é ficção na série sobre o serial killer?

Dahmer: Um canibal americano fez adaptações na história do assassino

Dimitrius Vlahos Publicado em 04/10/2022, às 09h17

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Dahmer, Evan Peters (Foto: Reprodução)
Dahmer, Evan Peters (Foto: Reprodução)

Dahmer: Um canibal americano dramatizou a história do assassino em série Jeffrey Dahmer. A série da Netflix, inclusive, recebeu algumas críticas por mostrar muitos detalhes das mortes, faltando com respeito às vítimas.

No entanto, alguns fatos foram adaptados ou removidos durante a criação do roteiro, e nem tudo visto na produção é real. Desde personagens, até crimes confessados por Dahmer não aconteceram como mostrado na série.

+++ LEIA MAIS: Não é só Jeffrey Dahmer: Personagens de Evan Peters que não são psicopatas

Confira o que é ficção em Dahmer: Um canibal americano baseado em levantamento do portal Cincinnati.com (via O Globo). A publicação levou em conta textos dos jornais Milwaukee Journal e Milwaukee Sentinel, além do livro reportagem Monster: The True Story of the Jeffrey Dahmer Murders, de Anne E. Schwartz.

Steven Tuomi

Primeira vítima de Dahmer, Steven Tuomi nunca teve corpo encontrado. Assim, o assassino não foi responsabilizado pela morte dele, embora tenha admitido e dado detalhes durante depoimentos.

+++LEIA MAIS: Jeffrey Dahmer: Óculos do serial killer estão à venda por R$ 800 mil

Ron Flowers e a avó

Diferentemente do que mostra a série, Dahmer não deixou de matar Flowers pela presença de sua avó, Catherine Dahmer, na casa. A possível vítima, na verdade, era mais pesada do que Jeffrey conseguiria carregar, dificultando o transporte do corpo, o que teria o feito desistir.

Milwaukee Blood Plasma Center

Enquanto trabalhava no local, Um canibal americano mostrou Dahmer levando bolsas de sangue para casa. No entanto, ele teria provado o sangue e cuspido no telhado do próprio centro de coleta.

+++LEIA MAIS: Dahmer: O Canibal Americano: Evan Peters teve medo de interpretar serial killer: "Precisei acessar lugares muito obscuros"

Glenda Cleveland

Vizinha de Jeffrey teve algumas informações alteradas. Segundo O Globo, ela não era vizinha imediata dele, mas morava no prédio ao lado. Duas figuras podem ter sido misturadas para a criação da personagem: Cleveland e Pamela Bass - quem revelou sanduíches de carne oferecidos pelo assassino.

Sounthone Sinthasomophone

Na série, o pai dos irmãos que foram vítimas de Dahmer, Sounthone Sinthasomophone, não foi compreendido pelo juiz William Gardner durante audiência por conta do seu inglês. Mas na realidade, a família das vítimas não estava presente no momento.

+++ LEIA MAIS: Dahmer: O Canibal Americano - conheça o serial killer que inspirou a série

John Balcerzak e Joseph Gabrish

Acusados de negligência, segundo a produção da Netflix, teriam recebido o prêmio de policiais do ano. Não há indícios de que isso aconteceu, mas ambos voltaram aos empregos em 1994.

Tony Hughes

Hughes, o homem surdo assassinado por Dahmer, é um dos retratos mais incertos da série - que mostra uma relação criada entre assassino e vítima. Jeffrey afirmou não o conhecer até dia do assassinato, enquanto uma amiga de Hughes contou que eram amigos há mais de um ano - abordagem utilizada pela Netflix.