Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

De armas a orgias: conheça o 'pai' da Barbie

Jack Ryan trabalhou em empresa de armamentos e tinha sala especial para orgias

por Heloísa Lisboa (@helocoptero) Publicado em 24/07/2023, às 13h31

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Jack Ryan (Reprodução)
Jack Ryan (Reprodução)

Jack Ryan foi contratado pela criadora da Barbie, Ruth Handler, como designer. Ele foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento do visual da boneca, e trabalhou durante 20 anos na Mattel, chegando ao cargo de consultor. Os hábitos e inspirações de Ryan, porém, destoam do mundo cor de rosa da Barbie.

Antes de chegar à Mattel, Jack trabalhou na Raytheon, empresa especializada em armamentos. O designer participou da fabricação de armas utilizadas no Vietnã e na Guerra do Irã-Iraque.

+++LEIA MAIS: Barbie: Greta Gerwig quebra recorde de maior estreia de filme dirigido por mulher nos Estados Unidos

De acordo com o livro de Jerry Oppenheimer, Toy Monster: The Big Bad World of Mattel (2009), Jack Ryan era dono de uma propriedade de 16 mil m², onde possuía uma sala especialmente para fazer orgias semanais. Ele também tinha um padrão de relacionamentos com mulheres que se assemelhavam à aparência das Barbies da época, inspirando-se, por vezes, nas modelos reais. 

Jack chegou ainda a apontar uma arma para a cabeça da própria filha, Diana. Ann Ryan, outra filha dele, contou o caso no podcast Dream House: A História Real de Jack Ryan e afirmou que precisou mediar a situação entre a polícia e o pai, que estava sob efeito de drogas.

O comportamento de Ryan se tornou um problema e, por isso, Ruth tentou afastar Jack do cargo. Ele concordou em se internar em uma clínica psiquiátrica, mas processou a Mattel ao ser desligado da empresa. Morreu em 1991, aos 64 anos.