Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Entretenimento / NOVIDADE

3 diferenças importantes entre o livro e a série de Percy Jackson

Primeiros episódios tentam se manter o mais fiel possível ao primeiro livro da saga, O Ladrão de Raios, mas trazem mudanças significativas à história

3 diferenças importantes entre o livro e a série de Percy Jackson e os Olimpianos (Foto: Divulgação/Disney)
3 diferenças importantes entre o livro e a série de Percy Jackson e os Olimpianos (Foto: Divulgação/Disney)

Aguardadíssima pelos fãs da saga de Rick RiordanPercy Jackson e os Olimpianosjá está disponível no Disney+. Por enquanto, apenas os dois primeiros episódios foram lançados na plataforma de streaming, mas os fãs já puderam testemunhar que, conforme prometido, a novidade é bastante fiel ao primeiro livro da série, O Ladrão de Raios, no qual é baseada.

Porém, apesar de os roteiros contarem com a assinatura do tio Rick, como os fãs carinhosamente chama o autor da saga, a série de Percy Jackson e os Olimpianos trouxe algumas pequenas, mas significativas diferenças em sua adaptação para o Disney+. A seguir, nós listamos algumas delas COM SPOILERS dos primeiros episódios da série:

+++LEIA MAIS: Percy Jackson e os Olimpianos é adaptação fiel, mas custa a empolgar; leia a crítica

Cadê a luta contra a sra. Dodds?

Um dos aspectos mais cativantes do texto de Rick Riordan é a capacidade de tratar de um assunto sério de forma bem humorada. Logo nas primeiras páginas de O Ladrão de Raios, já temos alguns indícios disso, especialmente durante o confront entre Percy Jackson e a sua ranzina professora de matemática, a sra. Dodds, que revela ser, na verdade, um monstro mitológico, que está atrás do garoto.

No livro, Percy relembra que a professora, ao longo dos últimos meses, sempre o chamava de "meu bem" quando estava prestes a puni-lo injustamente. Quando o garoto é acusado de jogar Nancy Bobofit dentro do chafariz, após as incessantes implicações com Percy e o melhor amigo dele, Grover, a sra. Dodds o chama para ter uma conversinha em particular.

Porém, quando eles estão sozinhos, a mulher revela ser uma Benevolente, que quer matar Percy por saber que ele é um meio-sangue. "Morra, meu bem!", dispara a sra. Dodds antes de atacar o garoto. Nesse momento, no entanto, o professor de latim de Percy, o sr. Brunner, surge e joga uma caneta para o garoto, que se transforma em uma espada em pleno ar. Ele pega a arma e a brada contra a sra. Dodds, reduzindo-a a uma pilha de pó.

Porém, na série, tudo isso é reduzido a uma sequência pífia, em que o sr. Brunner - que, na verdade, é o centauro Quíron, diretor do Acampamento Meio-Sangue - entrega a caneta para Percy durante uma conversa e, ao ser atacado, o garoto intuitivamente tira a tampa do objeto, que se transforma na espada e mata a Benevolente quase que por acidente.

Aparentemente, a ideia era fazer a revelação da espada apenas ao final, durante o confronto com o Minotauro, mas a decisão acabou por tirar a emoção da primeira luta contra um monstro mitológico de Percy. Além disso, a série também perde a oportunidade de, logo no início, definir um tom mais próximo ao dos livros ao ignorar o humor presente na sequência, levando Percy Jackson e os Olimpianos por um caminho mais sério, que não combina muito com o que os fãs estão acostumados.

+++LEIA MAIS: Por que Percy Jackson e os Olimpianos nunca chegou a ter mais filmes?

Gabe "engraçadão"?

Em O Ladrão de Raios, nós conhecemos Sally Jackson, a bondosa e amorosa mãe de Percy, que é casada com o detestável Gabe Ugliano. No livro, ele é descrito pelo enteado como um homem asquereso, desleixado, preguiçoso, nojento e, muitas vezes, abusivo, o que faz Percy questionar, diversas vezes, o porquê de sua mãe ter se envolvido com alguém tão contrário a ela.

Porém, a adaptação de Gabe para a série acabou transformando o personagem, que continua preguiçoso e ignorante, mas bastante inofensivo e até engraçado, tornando-se um forte candidato a coadjuvante estelar, aqueles que você quer ver mais em cena porque proporciona alguns momentos divertidos.

Considerando que Percy Jackson e os Olimpianos é uma série feita, principalmente, para crianças, é compreensível a dosagem na personalidade asquerosa de Gabe, mas isso acaba gerando um grande problema...

+++LEIA MAIS: O motivo que fez filmes de Percy Jackson fracassarem, segundo roteirista

O sacrifício de Sally foi esquecido

Gabe passou de grotesco para divertido, mas não foi o único: Sally Jackson não é mais retratada como submissa, que chega a revoltar por Percy por abaixar a cabeça para todos os abusos do marido, mas como uma mulher empoderada. Em um momento do primeiro capítulo, ela até discute com Gabe, enfrentando-o, fazendo com que o marido coloque o rabo entre as pernas e a respeite.

Porém, quem leu os livros, sabe que Sally só se casou com Gabe para proteger Percy, já que o marido tem uma aura tão desprezível, que é capaz de esconder até mesmo um herdeiro de Poseidon, um dos deuses mais poderosos junto a Zeus Hades.

A mudança diminui o tamanho do sacrifício de Sally. Por temer colocar Percy em risco, ela escolheu se juntar a uma pessoa detestável e sofreu calada durante anos. É um gesto bastante significativo e emocionante que, infelizmente, não foi adaptado para a série.

+++LEIA MAIS: Harry Potter vs Percy Jackson: O que Alexandra Daddario pensa sobre comparação entre franquias?

Sobre Percy Jackson e os Olimpianos

Em Percy Jackson e os Olimpianos, acompanhamos a história de um adolescente problemático, que descobre ser filho de Poseidon, o deus dos mares, o que torna um semideus. Porém, junto com os poderes, vêm todos os perigos, incluindo uma caçada liderada por Zeus, que acredita que o jovem roubou o seu Raio-Mestre.

A produção é estrelada por Walker Scobell (O Projeto Adam) como Percy JacksonLeah Jeffries (Empire: Fama e Poder) como Annabeth Chase Aryan Simhadri (Doze é Demais) como Grover Underwood, que formam o trio protagonista.

Percy Jackson e os Olimpianos ainda conta com Glynn Turman (A Voz Suprema do Blues) como Quíron, o diretor de atividades do Acampamento Meio Sangue, exclusivo para semideuses; e Jason Mantzoukas (The Good Place) como o deus Dioniso, que foi castigado por Zeus e obrigado a coordenar o lugar.

Toby Stephens (007 - Um Novo Dia Para Morrer) como PoseidonLin-Manuel Miranda (Hamilton) como HermesTimothy Omundson (Psych) como HefestoAdam Copeland (Vikings) como AresJay Duplass (Transparent) como Hades e Lance Reddick (John Wick 4: Baba Yaga) como Zeus completam o elenco da série. Assista ao trailer: