Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Entretenimento / Séries

O grande problema do final de “Game of Thrones”, segundo Conleth Hill

Ator responsável por interpretar Varys se juntou ao time de críticos da última temporada da série

Kit Harington e Emilia Clarke em Game of Thrones (Foto: Divulgação/HBO)
Kit Harington e Emilia Clarke em Game of Thrones (Foto: Divulgação/HBO)

Um dos maiores exemplos de série com final decepcionante é Game of Thrones. A produção da HBO foi uma das mais elogiadas ao longo de boa parte de seu tempo de exibição, mas os episódios da oitava e última temporada deixaram tanto a desejar que até mesmo os profissionais envolvidos fizeram críticas ao resultado.

Um deles é o ator Conleth Hill. Responsável por interpretar Varys na obra, o norte-irlandês declarou em entrevista ao The Timesque ficou infeliz especialmente com o destino de seu personagem na trama.

“Achei que tinha feito algo errado. Até as duas últimas temporadas, não tive nenhuma reclamação. Eu apenas me senti frustrado com os episódios finais, porque Varys já não era o personagem reconhecível que havia sido.”

Na visão de Hill, houve divergência entre o núcleo criativo de Game of Thrones e a emissora. Por isso, tudo acabou ficando “um pouco apressado”, sendo o grande defeito da temporada final em sua opinião.

“Acho que os roteiristas queriam fazer uma coisa para acabar com a série e o estúdio HBO queria fazer outra. Senti que a última temporada foi um pouco apressada. Eu fiquei inconsolável, mas agora estou bem com isso.”

Outras críticas

Como já destacado, Conleth Hill não é o único a criticar o final de Game of Thrones. A intérprete de Arya Stark declarou em uma transmissão na Twitch (viaInsider) que as coisas saíram dos trilhos na temporada derradeira.

“Definitivamente saiu dos trilhos no final. Mas começou muito forte. Fiquei com o coração partido quando Ned [Stark, pai de Arya] morreu, mas sabia que isso aconteceria. Pela primeira vez, pude realmente sentir a história. [...] Pela primeira vez, é bom estar orgulhoso disso. Foram 10 anos da minha vida.”

Por sua vez, o autor dos livros que inspiraram o seriado, George R.R. Martin, foi sincero ao afirmar que estava “fora do jogo” com os showrunners da HBO, D.B. Weiss e David Benioff, após as primeiras quatro temporadas. A fala foi concedida ao The New York Times.

“Na 5ª e 6ª temporadas, e certamente na 7ª e 8ª, eu estava praticamente fora do jogo. Por quê? Não sei. Você precisa perguntar a Dan e David.”

Universo Game of Thrones

Apesar do final decepcionante, Game of Thrones tem gerado séries derivadas. A primeira delas, A Casa do Dragão, estreou em 2022 e deve ganhar segunda temporada no ano que vem. A HBO também deu sinal verde para outras obras relacionadas, como Snow, focada em um dos protagonistas do seriado original, Jon Snow (Kit Harington).

Outra obra relacionada é O Cavaleiro dos Sete Reinos, prelúdio baseado nos contos Tales of Dunk and Egg, escritos por George R.R. Martin. De acordo com a sinopse divulgada pela emissora, o novo spin-off se passa 100 anos antes dos acontecimentos de Game of Thrones, época em que a Casa Targaryen ainda governava Westeros. Seus protagonistas serão o cavaleiro Duncan the Tall (que podemos traduzir como “Duncan o Alto”) e seu escudeiro Aegon V Targaryen, ou Egg, conhecido por sua baixa estatura.