Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Viola Davis é a 18ª artista a conquistar o status EGOT; Confira lista completa

Confira a lista de artistas que já venceram Emmy, Grammy, Oscar e Tony

Redação Publicado em 07/02/2023, às 20h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Confira a lista de artistas que já venceram Emmy, Grammy, Oscar e Tony - Timothy Norris/FilmMagic/Getty Images
Confira a lista de artistas que já venceram Emmy, Grammy, Oscar e Tony - Timothy Norris/FilmMagic/Getty Images

A atriz Viola Davis tornou-se, no último domingo (5), a 18ª artista do mundo a conquistar o status EGOT. Isso significa que, ao vencer o Grammy de Melhor Audiolivro e Narração pelo seu audiobook “Em busca de mim”, ela entrou para a renomada lista de pessoas que já venceram os quatro maiores prêmios do entretenimento dos Estados Unidos: Emmy (televisão), Grammy (música), Oscar (cinema) e Tony (teatro).

Viola já venceu o Emmy em 2015, pelo seu papel na série “How to get away with a murder”; o Oscar em 2017, pelo filme “Um limite entre nós”; e dois Tonys por “King Hedley II” em 2001, e “Um limite entre nós”, em 2010.

Confira, a seguir, a lista completa de artistas que conquistaram o título EGOT:

1. Richard Rodgers

Primeiro artista a conquistar o EGOT, Richard Rogers levou o Oscar de Melhor Canção Original no romance “State Fair”, em 1946; Emmy de Melhor Contribuição Musical para a Televisão com “Cinderela”, em 1957; Emmy de Música Original Composta para a Televisão com “Winston Churchill: The Valiant Years”, em 1962; oito Tonys, sendo o primeiro deles pela trilha do musical “South Pacific”; e uma série de Grammys, começando em 1960 pelo álbum do musical “No Strings”.

2. Helen Hayes

A artista ganhou recebeu três Tonys, sendo eles em 1947, com “Parabéns”, 1958 com “Time Remembered” e 1980, em homenagem à sua carreira; dois Oscars, sendo o primeiro em 1932 como Melhor Atriz em “O pecado de Madelon Claudet”; um Emmy em 1953 com “Schlitz Playhouse of Stars”; e um Grammy por Melhor Álbum Falado em 1977, com “Great American Documents”.

3. Rita Moreno

Primeira e única mulher latina na lista, Rita Moreno ganhou dois Oscars, sendo um deles com “Amor, sublime amor”, em 1962; o Grammy por Melhor Gravação para Crianças no programa “The Electric Company”, em 1972; o Tony por Atriz Coadjuvante na peça “The Ritz”, em 1975; e dois Emmys, sendo o primeiro em 1977 pela Melhor Performance Individual em Programa de Variedades ou Música em “Muppet Show”.

4. John Gielgud

O artista mais velho a completar o EGOT alcançou o feito após conquistar, aos 87 anos, um Emmy de Melhor Ator em Filme feito para Televisão ou Minissérie em “Summer’s Lease”, em 1991. Antes disso, levou o Oscar em 1982 por “Arthur”; um Tony em 1961 pela direção na peça “Big Fish, Little Fish”; e um Grammy em 1979 pela gravação de trechos de peças de Shakespeare.

5. Audrey Hepburn

Com diversas indicações ao Oscar, Hepburn conquistou o prêmio em 1954, com “A princesa e o plebeu”; no mesmo ano, venceu o Tony de Melhor Atriz em Peça com “Ondine”; seu Emmy veio em 1993, por Melhor Performance Individual em um Programa Informativo, com “Gardens of the World with Audrey Hepburn”; e o Grammy foi conquistado por Melhor Álbum Falado para Crianças com “Audrey Hepburn’s Enchanted Tales”, em 1994, meses após sua morte.

6. Marvin Hamlisch

O compositor venceu três Oscars em 1973, pela canção e trilha sonora dos filmes “Nosso amor de ontem/The Way we were” e “Golpe de mestre”; em 1974, ganhou quatro Grammys, incluindo o de Melhor Novo Artista; em 1976, ganhou o Tony por Melhor Música Original com “A Chorus Line”; e quatro Emmys, sendo dois deles pelo especial para TV “Barbra Streisand: The Concert”. 

7. Jonathan Tunick

Vencedor do Oscar de Melhor Trilha Sonora Original em 1977 com “A little night music”; do Emmy em 1982 pela direção do especial “Night of 100 Stars”; do Grammy por Melhor Arranjo Musical em 1988, com “No One is Alone”; e do Tony em 1997, pela trilha sonora da versão musical de “Titanic”.

8. Mel Brooks

Vencedor do Emmy pela co-roteirização do especial "Your Show of Shows”, em 1967; do Oscar em 1969, pelo roteiro original da primeira versão de “Os Produtores”; do Grammy pelo Melhor Álbum de Narração de Comédia com “The 2000 Year Old Man in The Year 2000”; e de diversos Tonys, incluindo Melhor Musical, Texto e Trilha Sonora por “Os Produtores” em 2001.

9. Mike Nichols

Considerado um dos mais premiados da lista, com 14 títulos, Mike Nichols levou um Grammy em 1961 por Melhor Performance em Comédia com “An Evening with Mike Nichols and Elaine May”; oito Tonys, sendo o primeiro deles pela peça “Descalços no Parque”, em 1963; um Oscar como Melhor Diretor em “A primeira noite de um homem”, em 1967; e dois Emmys pela direção e produção do filme feito para televisão “Wit - uma lição de vida”.

10. Whoopi Goldberg

Vencedora do Grammy em 1985, por Melhor Gravação de Comédia em sua apresentação solo da Broadway; do Oscar por Melhor Atriz Coadjuvante em “Ghost”, de 1991; do Emmy em 2002 como produtora do especial “Beyond Tara: The Extraordinary life of Hattie McDaniel”; e um Tony como co-produtora do musical “Positivamente Millie”, também em 2002.

11. Scott Rudin

Vencedor do Emmy de Melhor Programa Infantil em 1984, com “He makes me feel like dancing”; do Oscar de Melhor Filme com “Onde os fracos não têm vez”, em 2008; de oito Tonys, sendo o primeiro deles pelo musical “Passion”; e do Grammy em 2012, pelo Melhor Álbum Teatral com “O livro do Mórmom”.

12. Robert Lopez

Única pessoa que alcançou o status EGOT duas vezes - tendo, pelo menos, dois prêmios de cada - Robert Lopez ganhou seu primeiro Tony Awards em 2004, pela trilha de “Avenue Q”; seu primeiro Grammy em 2012, pelo álbum do musical; o Daytime Emmys em 2008 e em 2010 pela direção musical de “The Wonder Pets”; e um Oscar de Melhor Canção pela música “Let It Go”, de “Frozen”, em 2013.

13. Andrew Lloyd Weber

Entre 1980 e 2018, o compositor recebeu 11 prêmios, sendo alguns deles - em Oscar, Tony e Grammy - pelo musical “Evita”, além de um Tony pelo musical “Cats”. O artista também é responsável pelo clássico “O Fantasma da Ópera”, que venceu o prêmio de teatro. Já o Emmy veio em 2018, com o musical especial para a TV “Jesus Christ Superstar”.

14. Tim Rice

Em colaboração com Webber, Tim Rice conquistou os três prêmios por “Evita” e o Emmy por “Jesus Christ Superstar”. Antes disso, já havia vencido dois Oscars pelas canções dos longas “Aladdin” e “O Rei Leão”.

15. John Legend

Das 11 vitórias de John Legend, as três primeiras vieram em 2006 como Melhor Novo Artista, Melhor Álbum R&B e Melhor Performance Masculina no Grammy. Além disso, ganhou o Oscar pela canção “Glory” do filme “Selma”; um Tony em 2017 pela produção do Melhor Revival de Peça “Jitney”; e o Emmy pela produção do especial para a TV “Jesus Christ Superstar”, em 2018.

16. Alan Menken

Em 2020, o compositor entrou para o grupo dos EGOTs após ganhar um Emmy com um especial da princesa Rapunzel pela TV. Além disso, já havia ganhado dois Oscars e um Grammy pela animação da Disney “A Pequena Sereia”. Já o Tony veio em 2012, com “Newsies”.

17. Jennifer Hudson

A cantora e atriz recebeu seu Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante em 2006, com “Dreamgirls”; o Grammy pelo seu primeiro álbum, em 2009; o Emmy como produtora de “Baba Yaga”, em 2021; e um Tony como produtora de “A Strange Loop”, em 2022.


+ Garanta livro “Em busca de mim”, de Viola Davis, que está disponível no site da Amazon: https://amzn.to/3XdCoIO

Reprodução/Amazon
Reprodução/Amazon

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data de publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a Rolling Stone pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/3d5KDAX

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2UbsHfD

Baixe agora o aplicativo da Amazon: https://amzn.to/3RfCEot