Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Tributo

Assucena relembra como Gal Costa a ajudou a seguir na música: "foi um processo difícil"

Às vésperas do show Baby, te amo - Tributo a Gal Costa no Blue Note SP, Assucena revelou como obra da saudosa cantora a ajudou a retomar paixão pela música após saída do trio As Baías

Assucena relembra como Gal Costa a ajudou a seguir na música: "Foi um processo difícil" (Fotografia: Natalia Mitie - @natimitie)
Assucena relembra como Gal Costa a ajudou a seguir na música: "Foi um processo difícil" (Fotografia: Natalia Mitie - @natimitie)

Assucena relembrou saída do trio As Baías e o recomeço nos palcos. Às vésperas do show Baby, Te Amo - Um Tributo a Gal Costa, que apresenta dia 20 no Blue Note SP pelo projeto Rolling Stone Sessions, a cantora abriu os anseios e dificuldades em recomeçar com a carreira solo e com seu aclamado tributo a Gal Costa: "Fico até emocionada porque foi um processo difícil".

"Eu voltei para a Bahia e fiquei três meses lá quando decidi recomeçar com essa homenagem. Pensei: 'tô na minha origem, vou ter que voltar pras minhas origens, é pra lugar que eu tenho que partir'. Eu não sabia se conseguia fazer um show sozinha mais."

Assucena, que ganhou parte do reconhecimento ao lado de ao lado de Raquel Virgínia e Rafael Acerbi no trio As Bahias e a Cozinha Mineira - posteriormente As Baías -, se viu diante de um desafio quando o grupo, indicado ao Grammy Latino em 2019 e 2020, se desfez, no fim de 2021. Para ela, foi um momento de entrar em contato com suas inseguranças e entender se sua relação na música continuaria dali em diante:

Assucena relembra como Gal Costa a ajudou na música (Fotografia: Natalia Mitie - @natimitie)
Assucena relembra como Gal Costa a ajudou na música (Fotografia: Natalia Mitie - @natimitie)

"Fiz anos de um show com a banda e acompanhada com outra cantora. Não sabia se eu segurava um público. Então todas aquelas inseguranças mexiam comigo: será que eu sei fazer um disco? Será que eu consigo segurar uma plateia? Será que vai ser legal? Será que eu me emociono de novo?"

+++ LEIA MAIS: Assucena homenageia Gal Costa no Blue Note; veja como garantir ingressos

No processo de reconectar-se à música, Assucena reencontrou a obra de Gal Costa. O contato com Gal - que nunca esteve distante do trabalho com As Baías -, acaba sendo o pontapé necessário ao tributo Rio e também posso chorar - Fatal 50, lançado no fim de 2021 em celebração aos 50 anos do disco Fa-tal — Gal a Todo Vapor (1971):

"O processo de fazer Rio e também posso chorar também foi muito importante, porque eu me reencontro com um estado primeiro, quase um estado primitivo, de uma Assucena que tava em fase de transição. Doze anos atrás. Então essa Assucena que já tinha desistido da música - e foi com esse disco que eu resolvo voltar para a música. Quando eu olho pra Fa-Tal e falo 'uau, existe isso na música brasileira?'"

Registro ao vivo gravado em 1971 e com direção de Waly Salomão, Fa-Tal - Gal a Todo Vapor foi considerado um marco na carreira de Gal e eleito como o 20º melhor disco da música brasileira na lista publicada em 2007 pela Rolling Stone Brasil. No registro, foram mantidas as imperfeições e ruídos, que, segundo Assucena, teriam sido parte do que a atraiu para dentro da obra da ídola baiana, que acabaria falecendo em novembro de 2022.

"O que me impressiona em Fa-Tal? Todas as sujeiras estéticas, as microfonias, as escolhas de repertório, a melancolia do disco, e uma artista latino-americana expondo suas feridas, cantando de um momento bossanovista a um momento rock'n'roll em um momento que o aparato técnico da indústria brasileira não tinha poder para captar aquele show, com guitarra, com tudo... as últimas músicas são quase inaudíveis de tão agudas que elas ficam na captação."

Baby, te amo - Tributo a Gal Costa

Em março de 2023, Assucena estreou seu novo espetáculo, Baby, te amo - Tributo a Gal Costa, que desembarca dia 20 de março no palco do Blue Note SP pelo projeto Rolling Stone Sessions.

Assucena homenageia Gal Costa em tributo (Foto: Divulgação)
Assucena homenageia Gal Costa em tributo (Foto: Divulgação)

O show intimista apresenta músicas que ficaram eternizadas na voz de Gal, como "Baby", "Tigresa", "Vapor Barato", "Pérola Negra", "Coração Vagabundo", entre outros sucessos. 

“Homenageio Gal por eu ter feito de mim, uma mulher que medita a respeito de minha época, de meu corpo, de minha voz e que deseja cantar um Brasil com o propósito da memória, da formação da consciência e do reencontro com suas raízes, mas também de sua contemporaneidade”, conta a artista.

A venda de ingressos para Baby, te amo - Tributo à Gal Costa, com Assucena é feita pela Eventim, no site oficial da empresa. O show acontece em 20 de março, às 22h30.

SERVIÇO

Data: 20/03/2024

Local: Blue Note São Paulo

Endereço: Avenida Paulista 2073 - 2º Andar - Consolação - São Paulo/SP

Horário: 22h30 | Abertura da casa: 19h

Classificação etária: 18 anos | menores, apenas acompanhados dos pais ou tutores legais, conforme Lei 8.069/90 e Portaria 502 de 2021 do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

A Eventim e o Blue Note não se responsabilizam por compras efetuadas em canais não oficiais.