Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Música / Perspectiva

'Hip hop está em uma situação terrível', diz Lil Yachty

Lil Yachty aproveitou para destacar um rapper que faz um trabalho diferenciado na indústria: J.I.D

Lil Yachty (Foto: Rich Fury/Getty Images)
Lil Yachty (Foto: Rich Fury/Getty Images)

Hip hop foi um dos gêneros musicais que mais cresceu nos últimos e teve números impressionantes. No entanto, segundo Lil Yachty, esse estilo "está em uma situação terrível agora." Segundo o rapper, não existem mais grandes inovações.

Durante participação no evento Musicians on Musicians, realizado pela Rolling Stone EUA (via NME), no Brooklyn, EUA, Yachty comentou como os rappers de hoje estão com medo de arriscar de maneira artística, seja no som ou nas letras.

+++LEIA MAIS: Lil Yachty se supera com Let's Start Here e lança disco mais autêntico da carreira [REVIEW]

"O hip hop está em uma situação terrível. O estado do hip hop atualmente é de muita imitação. É muita música rápida e de baixa qualidade sendo lançada," afirmou. "É muito menos sobre correr riscos, tem muito menos originalidade... as pessoas estão muito seguras agora. Todo mundo está tão seguro. Prefiro correr o risco do que ter a derrota."

No entanto, para Lil Yachty, existe um rapper que faz um ótimo trabalho: J.I.D. "Eu o amo. J.I.D é uma pessoa tão linda," disse. "Ele tem o espírito de um verdadeiro negro de Atlanta e é uma pessoa tão boa e gentil e sempre me abraçou de braços abertos, então não recebi nada além de respeito pelo J.I.D. Nunca ouvi um verso ruim dele."

+++LEIA MAIS: Conheça Ebony, que faz rap sobre ‘absurdos’ para você ‘ter um lugar livre de julgamentos’ [ENTREVISTA]

Além disso, ele também falou sobre o ótimo Let's Start Here, quinto disco de estúdio da carreira de Lil Yachty. O trabalho foi bem-recebido por público e crítica, mas não foi reconhecido no Grammy 2024, cujas indicações saíram na última sexta, 10.

"Trabalhei muito do início ao fim. Eu simplesmente não sei. Eu lidei com isso muito melhor do que pensei," disse. "Como se eu pensasse que ia ficar jogando me*** como um louco, mas não me importei. Quando foi lançado, honestamente, 0,5 segundo depois, apaguei-o do meu cérebro."

É uma loucura porque nos últimos oito meses pensei nisso, mas quando foi lançado eu pensei, 'OK' porque no final das contas é o que você ama. Criar aquele álbum construiu um grande nível de confiança para mim. E eu amei meu talento artístico novamente em outro nível e me tornei muito confiante em mim mesmo e sabendo que esse foi o ponto de partida para o que posso fazer e o que vou fazer.

+++LEIA MAIS: MTV EMA 2023: Matuê vence na categoria Melhor Artista Brasileiro; veja a lista completa de vencedores