James Mtume, lenda do jazz e funk, morre aos 76 anos

Influente artista de jazz, R&B e funk, James Mtume fundou o grupo Mtume e ficou conhecido por trabalhos com diversos ícones da música

Redação Publicado em 11/01/2022, às 12h41

None
James Mtume (Divulgação/Double XXposure Media Relations)

Ícone do jazz e influência mundial do funk, JamesMtume morreu no domingo, 9 de janeiro de 2022, aos 76 anos. Compositor, percussionista e undador do grupo Mtume, o artista trabalhou com diversos ícones da música, como Miles Davis, Duke Ellington e mais.

A morte foi confirmada pela família de Mtume, e a neta do artista, Yamani, usou o Instagram para lamentar a notícia e homenagear o músico: “Obrigada por todas as suas amáveis ​​palavras. Toda a família Mtume está absolutamente impressionada com a manifestação de apoio. Estamos muito gratos por tê-lo compartilhado com você.”

+++LEIA MAIS: Relembre a trajetória de Billie Holiday, uma das maiores vozes do jazz

Conforme noticiou o site NME, James Mtume, nascido com o nome de batismo James Forman, era filho do saxofonista de jazz Jimmy Heath. Ele mudou o sobrenome para Mtume (significado de "mensageiro" na língua banta suahíli) durante o tempo com a Organização Nacionalista Cultural dos EUA no final dos anos 1960.

Trajetória artística de James Mtume

Na década seguinte, James Mtume focou na carreira artística. Ao longo dos anos, fez diversas turnês e gravou com grandes nomes do jazz, como Miles Davis, Duke Ellington, McCoy Tyner, Freddie Hubbard e Sonny Rollins.

+++LEIA MAIS: 6 músicas essenciais para entender a carreira de Amy Winehouse [LISTA]

Em seguida, o músico fundou o grupo de funk e soul Mtume, que lançou o disco de estreia, Kiss This World Goodbye, em 1978. Ao longo dos anos, a banda lançou outros trabalhos, como o disco Juicy Fruit (1983), cuja faixa-título se tornou um dos maiores hits da época. Além do grupo, James Mtume fez uma parceria aclamada com Reggie Lucas, lançando diversas grandes faixas.

Lisa Lucas, filha de Reggie Lucas, também lamentou a morte do músico nas redes: “Tanta perda. Tanto luto. Descanse no poder para o tio Mtume. Parceiro no crime com meu falecido pai, o co-criador das músicas da minha vida (e sobre meu nascimento!). Ele foi parte essencial da vida do homem que me fez, portanto, na minha também. Foi-se agora. Ele fará muita falta, eternamente.”

+++LEIA MAIS: Michael Lang, co-criador do festival Woodstock, morre aos 77 anos